Tamanho do texto

Crime teria acontecido depois de um comentário em grupo de Whatsapp em meio a disputa pela presidência do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro; entenda

IstoÉ

O ator Paulo Betti está sendo processado pelo ator Milton Gonçalves, acusado de racismo. Segundo a Folha de S. Paulo , o crime aconteceu após comentário em grupo de WhatsApp e em meio a disputa pela presidência do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro, já que ambos concorrem em chapas concorrentes.

Leia também: Atriz de "Órfãos da Terra" lembra racismo por namorar rapaz branco

Milton Gonçalves e Paulo Betti
Reprodução
Milton Gonçalves e Paulo Betti


Paulo Betti enviou no grupo “Profissão Artistas” no dia 16 de abril deste ano, a seguinte mensagem: “A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas”.

Leia também: Marcão do Povo afirma que não deve nada a Ludmilla após acusação de racismo

Milton e Jorge alegam que as falas de Betti possuem “insinuações evidentemente maledicentes”. Segundo determinação do juiz Daniel Werneck Cotta, o ator terá 15 dias para apresentar sua defesa. Caso seja condenado, pode pegar de um a três anos de prisão, mas multa.