Tamanho do texto

De acordo com Mônica Bergamo, narrador terá redução de salário para R$ 1 milhão, mas em outubro do ano passado, Leo Dias informou que o jornalista recebia R$ 1,5 milhão e passaria a receber R$ 500 mil em 2019; entenda

Galvão Buenos aceitou uma redução de salário da Globo em troca da possibilidade de faturar com merchandising e propagandas, o que é proibido no contrato dos jornalistas da emissora recebeu sinal verde da empresa, podendo agora usar sua imagem em comerciais.

Leia também: Ao vivo, suspeito de assalto xinga apresentador da Band; assista ao vídeo

Galvão Bueno
Reprodução/TV Globo
Segundo colunista, Galvão Bueno teve redução em seu salário


De acordo com a coluna de Mônica Bergamo publicada nesta terça-feira (21) no jornal A Folha de São Paulo, Galvão Bueno terá a redução de seu salário para algo em torno de R$ 1 milhão mensais. O narrador tem contrato com a emissora até dezembro de 2022.

Leia também: Apresentador é barrado em último dia na Record: "O que eu fiz de errado?"

Ainda de acordo com a coluna, o narrador negocia agora com uma companhia aérea para fazer uma ação em voos durante a Copa América, que acontece entre 14 de junho e 17 de julho.

A notícia é  conflitante com a informação de que Galvão teria tido um reajuste em seu salário em outubro de 2019. Na época, Leo Dias informou que de R$ 1,5 milhão, o narrador passaria a receber R$ 500 mil a partir de 2019 e que fazia parte de uma reorganização de salários da emissora.

Ainda de acordo com informações de Leo Dias na época, o salário de Galvão Bueno teria ficado duas vezes menos  por decisão do herdeiro da Rede Globo , Roberto Marinho Neto.