Tamanho do texto

As duas integram uma lista de 50 pais acusados de pagar entre US$ 200 mil e US$ 6,5 milhões para colocar seus filhos em universidades de elite dos EUA

A atriz norteamericana Felicity Huffman, conhecida principalmente por papéis em "Desperate housewives" e "Transamérica", juntamente com a atriz Lori Loughlin ("Três é Demais"), foi acusada de subornar  grandes universidades dos Estados Unidos para garantir vaga para seus filhos.  Huffman foi presa em sua casa sem incidentes, encaminhada a custódia federal. Loughlin conta com um mandato de prisão, mas não estava em Los Angeles nesta manhã de terça (12), quando os agentes federais apareceram em sua casa.

Atrizes norteamericanas Felicity Huffman e Lori Loughlin são acusadas por comprar vagas de grandes universidades
Reprodução/Instagram
Atrizes norteamericanas Felicity Huffman e Lori Loughlin são acusadas por comprar vagas de grandes universidades

Leia também: 13 famosos condenados à prisão por não pagar pensão alimentícia

De acordo com o  TMZ , a polícia federal informou que a maioria dos pais indiciados pagou entre US$ 200 mil e US$ 400 mil. Alguns pagamentos chegaram a US$ 6,5 milhões. Ao todo, as autoridades disseram que os investigadores descobriram cerca de US$ 25 milhões em propinas.  Felicity Huffman e seu marido, o ator William H. Macy ("Fargo"), teriam pago US$ 15 mil para que a filha mais velha conquistasse vaga em uma das grandes universidades do país.

A acusação diz que a filha do casal recebeu o dobro do tempo para fazer o vestibular, e a supervisora ​​paga concordou em corrigir secretamente suas respostas depois disso. A acusação diz ainda que a garota chegou a  receber uma pontuação de 1420 na avaliação.

Leia também: Relembre os famosos presos por violência doméstica

Enquanto isso,  Lori Loughlin e seu marido Mossimo Giannulli, foram acusados de pagar US$ 500 mil para a Universidade do Sul da Califórnia (USC) em troca das duas filhas serem aprovadas na universidade.

Lori Loughlin e seu marido foram acusados de comprar vagas universitárias para suas filhas
Reprodução/Instagram
Lori Loughlin e seu marido foram acusados de comprar vagas universitárias para suas filhas

As instituições envolvidas com a compra de vagas incluem a USC, em Los Angeles, Yale, em New Haven, e a Stanford, em Palo Alto.

A acusação federal de Boston aponta, no entanto, que os estudantes cujos pais foram acusados pela fraude alegaram não ter conhecimento diante das irregularidades.

Felicity Huffman e seu marido, William Macy
Reprodução/Instagram
Felicity Huffman e seu marido, William Macy

Leia também: Dado Dolabella, genro de Silvio Santos e os famosos presos por calote na pensão

As descobertas vieram à tona por causa de um empresário da Califórnia que ajudava alunos a integrar universidades locais. O FBI teria inclusive gravado telefonemas com conversas de Felicity Huffman e Lori com uma testemunha que estava cooperando com as autoridades.