Tamanho do texto

Mesmo depois do turbulento e rumoroso divórcio, Ben Affleck e Jennifer Garner precisam se relacionar por conta dos filhos que têm em comum e essa relação ainda ostenta alguns pontos de tensão; entenda por quais razões

Por cerca de 10 anos, Ben Affleck e Jennifer Garner formaram o casal perfeito de Hollywood. No entanto, a coisa mudou quando eles passaram a protagonizar problemas na relação, o que consequentemente não passou despercebido da mídia, apesar dos esforços por discrição. 

Leia também: Jennifer Garner critica matéria da People sobre seu divórcio: "não autorizei"

Ben Affleck e Jennifer Garner
Reprodução/Twitter
Ben Affleck e Jennifer Garner

Tudo começou em 2015, quando  Ben Affleck e a então esposa anunciaram a separação . Na época a decisão chocou muita gente, afinal, os dois eram o modelo de "família ideal".

Leia também: Ben Affleck volta para reabilitação após ajuda de Jennifer Garner

O divórcio, no entanto, custou a sair. Só foi finalizado em outubro de 2018 após a acomodação de diversos termos para proteger os interesses e o bem-estar dos filhos - Violet, 12, Seraphina, 9 e Samuel, 6.

Entendendo a separação

Ben Affleck e Jennifer Garner
Reprodução/ Divulgação
Ben Affleck e Jennifer Garner

Em 2015 o comunicado do fim da relação veio junto com a declaração de Jennifer Garner dizendo que eles continuariam a amizade para poderem criar os filhos. Na época, ela também pediu a compreensão do público. Pouco tempo depois da declaração eles foram vistos comemorando o aniversário do ator em família, em Orlando, nos EUA.

Desde que anunciaram que não estavam mais juntos, o nome deles passou a ser cercado de boatos sobre recaídas amorosas. Em 2017 as expeculações ficaram ainda mais fortes quando o pedido de divórcio do ex-casal foi cancelado.  Entretanto, a ideia de dar uma pausa no pedido oficial do fim da união, veio por conta do problema com vício em álcool de Affleck, que fez Jen repensar sobre a necessidade da consciencia do ator para finalizar o acordo, que incluia a guarda compartilhada dos filhos.

No final de 2018, em meio a reabilitação do astro, de acordo com a People , o ex-casal se encontrou com um juiz particular na casa de Garner e por lá oficializaram o término. Segundo a publicação, o divórcio foi solicitado pela atriz. Cerca de três dias antes, quando Affleck havia completado um mês de sobriedade, o ex-casal foi visto em uma igreja com os filhos. 

A tensão sobre o divórcio

Jennifer Garner e filhos
Reprodução/ Instagram
Jennifer Garner e filhos

Após a assinatura dos papéis, os dois dividem a custódia dos três filhos, além de se reunirem com um terapeuta mensalmente, pelo tempo mínimo de seis meses. Na busca pelo bem estar dos herdeiros, os artistas estão passando por momentos de tensão entre eles, isso porque mesmo separados eles têm que conviver e, mais do que isso, Jennifer continua fazendo o papel de esposa, ajudando o ex em sua reabilitação.

A preocupação de Garner se faz presente e o tratamento do ator só foi para a frente por conta da insitencia dela. De carro atriz o levou para uma clínica de reabilitação de última geração, meses antes de assinarem o divórcio, e desde então ela passou a acompanha-lo e incentiva-lo nessa jornada. A iniciativa da atriz em dar assistência ao pai de seus filhos veio quando ela viu uma foto de Affleck com bebidas. O ator já havia tido problemas com a bebida em 2001.

Mesmo após a oficialização, eles ainda são vistos juntos em cultos religiosos. Em uma entrevista à ET , uma fonte próxima declarou: "Eles têm se dedicado a garantir que o divórcio não afete seus filhos. Eles querem manter a comunicação saudável para que possam tomar decisões juntos no melhor interesse dos filhos. Jen quer fazer isso direito e todos estão incrivelmente orgulhosos dela por estar acima do passado e por colocar as crianças em primeiro lugar”.

Na tentiva de deixar as coisas mais discretas pelo bem dos herdeiros, de sua privacidade e da recuperação do ex, Jennifer também estaria escondendo um suposto namoro. Após rumores e poucas evidências, o nome de Jen passou a ser apontado como affair do empresário John Miller. No entanto, no final do ano passado uma fonte disse ao ET que ela “desacelerou com John desde que a notícia foi divulgada. Os filhos de Jen, a carreira e Ben são seu foco principal no momento e ela não está pronta para nada muito sério ”.

Desde a separação com Garner, Ben namorou com a  produtora de TV Lindsay Shookus e, logo depois, engatou uma breve relação com a playmate Shauna Sexton.

Leia também: Suposto affair de Ben Affleck e coelhinha da Playboy leva web ao delírio

De acordo com a imprensa internacional, o acordo final do ex-casal também proibe que eles falem mal um do outro. Apesar da tensão marcada pela grande convivência entre eles e a dificuldade de manter os acontecimentos longe da mídia,  Ben Affleck e Jennifer protagonizam um relação de maturidade que é admirada por muitos.