Tamanho do texto

A polêmica envolvendo Cohen aconteceu durante uma entrevista com Larry Pratt, diretor executivo do grupo de lobistas Gun Owners of America; confira

O ator e comediante Sacha Noam Baron Cohen , causou uma grande polêmica recentemente em seu novo programa ao falar sobre violência sexual com sua mulher. Através do título " Who is America? " ("Quem é América?", em tradução livre), o ator deu o que falar na série que estreou oficialmente na televisão americana no último domingo (15).

Leia também:Briga com o Queen fez Sacha Baron Cohen desistir de filme sobre Freddie Mercury

Sacha Noam Baron Cohen causa polêmia sobre violência sexual
Reprodução
Sacha Noam Baron Cohen causa polêmia sobre violência sexual

Famoso por seus papéis icônicos em “Borat” e “Brüno”, a polêmica envolvendo Sacha Noam Baron Cohen aconteceu durante uma entrevista com Larry Pratt, diretor executivo do grupo de lobistas Gun Owners of America, onde os dois conversam sobre o uso dos armamentos.

"Minha esposa tem uma arma e já atirou em mim uma vez. Quero dizer: o que posso fazer? Eu fico excitado no meio da noite. Mas não é estupro se for com sua esposa", afirmou o comediante.

O programa, que apresenta entrevistas rodeadas em um cenário político, marca o retorno do comediante britânico as telinhas. Escrita e dirigida pelo próprio Cohen, a série é composta por sete episódios.

Leia também: Literatura de suspense e terror marca presença na 25ª Bienal do Livro

"Who is America?"

A nova série do premiado ator Sacha Baron Cohen, "Who Is America?", está causando um grande burburinho desde a divulgação do teaser protagonizado pelo vice-presidente dos EUA, Dick Cheney.

A série que teve sua estreia em 15 de julho e ainda se mantém sem muitos detalhes revelados,  explora diversos indivíduos da América, dos infames aos desconhecidos, através dos espectros político e cultural. Há que tudo indica, a nova atração dará aos telespectadores um olhar ainda mais explosivo do comediante sobre a política americana até o último capítulo.

Leia também: Nem Beatles nem Stones! The Kinks retorna e busca renovar seu legado

Relembrando que anteriormente Cohen já havia usado a sua velha rivalidade com Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, para dar dicas sobre o projeto. Na ocasião, o humorista publicou um trailer falso com um vídeo do presidente sugerindo que ele "voltasse para a escola."

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.