Tamanho do texto

O sacerdote contou à jornalista Mariana Godoy sobre o período mais difícil em sua vida, quando descobriu que tinha Síndrome do Pânico

O Padre Fábio de Melo foi o convidado do "Mariana Godoy Entrevista" na última sexta-feira (27) na Rede TV! . Ele apresentou faixas de seu novo disco, "O Amor Me Elegeu", e aproveitou para fazer revelações sobre os problemas de saúde que enfrentou.

Em entrevista à Mariana Godoy, Padre Fábio de Melo confessou que já pensou em morrer
Reprodução/Rede TV!
Em entrevista à Mariana Godoy, Padre Fábio de Melo confessou que já pensou em morrer "diversas vezes"

Quando perguntado sobre dedicar um tempo do dia para si, o Padre Fábio de Melo contou que teve que aprender a fazer isso, depois que descobriu que tinha Síndrome do Pânico. “Vivi o momento mais difícil da minha historia”, confessou.

Leia também: Cinco polêmicas sobre o Padre Fábio de Melo que ferveram na web

O sacerdote declarou a doença como a “fatura da vida mal vivida”. De acordo com ele, os problemas vieram da falta de tempo para um cultivo pessoal absolutamente necessário. “Quando a minha atividade me exige mais, quando eu acabo tendo um ritmo de vida que é muito desfavorável a minha alma, uma hora a fatura chega né”, acrescentou.

Ele também conta que hoje é fiel a necessidade de quietude e silêncio, e contou também que precisou de medicação para tratar a Síndrome. “A gente não sai da crise sem remédio não, a medicina é absolutamente necessária. O que acontece é que depois de um tempo você vai tendo consciência de que é preciso diminuir”, completa.

Leia também: "Pulava o muro mesmo", diz Padre Fábio de Melo sobre namoros no seminário

Quando questionado sobre as diferenças de pedir ajuda à medicina e a Deus, ele respondeu que é a mesma coisa: “são caminhos que se encontram. Eu não posso conceber uma religião que não compreenda a ciência, eu estaria alienado”, confessou.

Padre Fábio de Melo pela metade

Clérigo começou a sentir os sintomas meses depois da morte de sua irmã, que cometeu suicídio
Reprodução/Globo
Clérigo começou a sentir os sintomas meses depois da morte de sua irmã, que cometeu suicídio

Mariana Godoy comenta sobre a capa no disco do clérigo, que o mostra pela metade. Ele contou que a imagem não é acidental, mas um reflexo de como ele se sentia. Mariana, então, o questionou se ele já havia pensando em desistir, ao que ele respondeu: “Eu pensei em morrer muitas vezes, em acabar com tudo que eu tinha iniciado. É impressionante como o pânico tira tudo da gente”, confessou.

Leia também: "Crer ou Não Crer": um debate de extremos sobre vida, morte, história e religião

Ele também falou sobre a irmã, que cometeu suicídio em setembro de 2016, meses antes do diagnóstico. “Tenho encontrado com ela todos os dias”, contou. “Tenho minha irmã dentro de mim de uma forma muito intensa", completou o Padre Fábio de Melo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas