Tamanho do texto

Acusações de assédio chegam ao universo da arquitetura e o vencedor do Pritzker foi denunciado por cinco mulheres; veja mais detalhes

O arquiteto Richard Meier, de 83 anos, foi acusado por cinco mulheres de assédio sexual , em revelações ao jornal norte-americano The New York Times . Vencedor de vários prêmios entre eles o Pritzker em 1984, Meier foi denunciado primeiro por quatro mulheres com quem trabalhou, entre elas, duas relataram os incidentes ocorridos no apartamento do arquiteto.Já a quinta mulher conheceu ele durante o desenvolvimento do projeto do Getty Center, em Los Angeles.

Richard Meier foi acusado de assédio sexual por cinco mulheres
Ansa
Richard Meier foi acusado de assédio sexual por cinco mulheres

Leia também: Denúncias de assédio sexual em Hollywood que já foram esquecidas

Laura Trimble Elbogen, assistente de Richard Meier em 2009, afirmou que foi convidada pelo arquiteto a tomar um vinho em seu apartamento, enquanto ele lhe mostrava retratos de mulheres nuas. Depois disso, o arquiteto pediu que ela tirasse a roupa para ser fotografada. Sua outra assistente, mas na área de comunicação, Alexis Zamlich, contou que no mesmo ano, em uma visita ao apartamento do arquiteto, ele se despiu em sua frente.

Leia também: Como os movimentos contra o assédio devem impulsionar as mulheres no audiovisual

Após esses relatos, o diretor de operações da empresa de Meier, entre 2003 e 2010, Scott Johnson, confirmou que recebeu as queixas, mas disse ter feito tudo o que estava a seu alcance, incluindo fortes políticas contra o assédio e alguns treinamentos, dos quais o arquiteto participou.

Mais casos

Judi Shade Monk começou a trabalhar na empresa com 26 anos, em 2003. Atualmente com 40 anos, ela conta que todos diziam para não ficar no escritório até tarde, mas durante uma confraternização do escritório, Meier agarrou sua roupa íntima por debaixo de seu vestido.

Outra funcionária da empresa foi avisada e recomendada pela diretora Lisetta Koe a escrever uma carta contando os detalhes do abuso, como uma prova, caso um dia viesse à público.

Leia também: Viva as Mulheres! Musas falam o que pensam sobre o Dia Internacional da Mulher

A carta, então publicada por Stella Lee, revelada recentemente, aponta que Meier a encontrou vestindo apenas um roupão aberto, expondo todo o seu corpo.

Em 1980, na Califórnia, o arquiteto estava desenvolvendo o "Getty Center", quando a designer Carol Vena-Mondt precisou fugir dele depois que tentou puxá-la à força para a cama.

Após todas as denúncias e relatos, Meier comunicou que irá se afastar por aproximadamente seis meses da empresa Richard Meier e Partners, fundada em 1963, pois disse que está "profundamente perturbado" com tudo. 

*Com informações da ANSA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.