Tamanho do texto

A cantora norte-americana não quis dar muitos detalhes sobre o processo

Barbra Streisand deu uma entrevista para a revista Variety que foi publicada nesta terça-feira (27). Nela, a cantora revelou que clonou sua amada cachorrinha de estimação antes de sua morte e não parou por aí: não foi só uma vez, ela fez isso duas vezes.

Leia também: Em novo disco, Barbra Streisand canta hits da Broadway com estrelas de cinema

Barbra Streisand revelou em entrevista que clonou sua cachorrinha duas vezes
Reprodução/Instagram
Barbra Streisand revelou em entrevista que clonou sua cachorrinha duas vezes


A cachorra Samantha, uma Coton de Tulear, acabou falacento no ano passado e seus clones se chamam Miss Violet e Miss Scarlett. Barbra Streisand , que tem 75 anos, não deu muitos detalhes do processo, mas disse ter coletado células da boca e do estômago na cachorrinha.

Leia também:  Atrizes que vivem mães saem na frente na disputa por Atriz Coadjuvante no Oscar

"Estou esperando que fiquem mais velhos para ver se têm seus olhos castanhos e seriedade", disse Barbra, que quando levou as cachorrinhas para casa, vestiu-as de cores diferentes para conseguir distingui-las. Ela ainda tem um terceiro cão, uma parente distante de Samantha, chamada Miss Fanny.

Carreira

A cantora norte-americana, de 75 anos, é vencedora de dois Oscars, sendo que foi indicada a mais três estatuetas.  Ela divide com Cher o diferencial de ter sido premiada com o Oscar de Melhor Atriz e também de ter um single número um no Hot 100 da Billboard. Ela ganhou dois Oscar, quinze Grammy, seis Prêmios Emmy, um prêmio Tony especial, um American Film Institute, seis People's Choice, onze Golden Globe, três Peabody, um Cable ACE e um Directors Guild of America.

Leia também: Estudo mostra queda no número de mulheres protagonistas no cinema em 2017

Barbra Streisand é uma das artistas mais bem-sucedidas, tanto comercialmente como de crítica, na história do entretenimento norte americado, com mais de 72,5 milhões de álbuns vendidos nos Estados Unidos e 140 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo. Além disso, ela é uma das poucas estrelas o show business a conquistar prêmios em diversas áreas da arte - Oscar (cinema), Grammy (música), Tony (teatro) e Emmy (televisão). Ela foi também a primeira mulher a simultaneamente produzir, dirigir, escrever e atuar em um filme "Yentl", de 1983.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.