Tamanho do texto

De acordo com o órgão, o julgamento aconteceu na última sexta-feira (22) e a defesa reconheceu que publicações da atriz tratam-se de publicidade

Sempre ativa em suas redes sociais, Bruna Marquezine levou uma pequena "bronca" do Conar (Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária) nos últimos dias. Isso porque a entidade recebeu algumas reclamações de que a atriz estava fazendo publicidade de alguns produtos em seu Instagram oficial sem escrever na legenda que se tratava de uma propaganda.

Leia também: Detran está de olho! Os famosos que infringiram leis de trânsito e levaram pito

Bruna Marquezine leva
Reprodução/Instagram
Bruna Marquezine leva "bronca" do Conar


O fato aconteceu depois de  Bruna Marquezine  publicar uma foto em frente a um carro da marca Fiat e, dias antes, com alguns batons da marca Eudora na mão. Em nenhuma das duas postagens a atriz escreveu que não se tratava de opinião pessoal e sim de propaganda.

Leia também:  Flora Diegues beija Bruna Marquezine e Tatá Werneck em protesto a “cura gay”



O   iG  entrou em contato com Eduardo Correia, assessor de imprensa da Conar, e ele explicou o ocorrido. "Ela (Marquezine) não deixou claro que estava fazendo propaganda e nós recebemos algumas reclamações" declarou ele. "Foi um procedimento rotineiro, a gente abre um processo ético e comunicamos às partes para que elas se defendam. Foi isso que aconteceu e o caso foi julgado", completou.

Leia também: Neymar é o próximo? Anitta supera seguidores de Bruna Marquezine no Instagram

Ainda de acordo com Eduardo, o julgamento aconteceu há uma semana. "Tem que deixar claro pro consumidor que aquilo é publicidade. A defesa da Bruna Marquezine reconheceu que era publicidade e acrescentaram a hashtag publi na legenda da imagem para deixar claro que não se trata de uma opinião jornalística ou pessoal. É importante que você não tente iludir o consumidor, quando na verdade se trata de uma publicidade", finalizou ele.

    Leia tudo sobre: Instagram