Tamanho do texto

Condenado pelo assassinato da atriz Daniella Perez, Guilherme de Pádua se converteu na cadeia e agora casou-se com a estudante Juliana Lacerda

A carreira de Guilherme de Pádua como ator certamente não foi brilhante, mas sua passagem pela mídia ficou marcada para sempre pelo crime que chocou o país. Livre da cadeia há 18 anos e convertido, ele casou-se pela terceira vez com a estudante de moda Juliana Lacerda. Em texto emocionado publicado em rede social, o ex-ator falou sobre o romance dos dois que, nessa quarta-feira (15), se casaram no cartório em Belo Horizonte. "Desde que me converti minha vida tem sido um constante milagre", escreveu na publicação. 

Leia também: Guilherme de Pádua terá que pagar 500 salários mínimos a Glória Perez

Condenado em um famoso caso de assassinato na década de 1990, o ex-ator Guilherme de Pádua casou pela terceira vez
Reprodução/Instagram
Condenado em um famoso caso de assassinato na década de 1990, o ex-ator Guilherme de Pádua casou pela terceira vez


Guilherme de Pádua e a noiva Juliana Lacerda se casaram no civíl na capital de Minas Gerais e a cerimônia foi compartilhada nas redes sociais do casal. Em publicação, Guilherme ressaltou a felicidade por estar tendo uma nova chance depois de passar por um período encarcerado e expressou a vontade de se casar na igreja com a estudante de moda. Juliana escreveu em sua rede social "Agora estou eu aqui, casada, depois de tantos livramentos e de relacionamentos que não valeram à pena. [...] meu príncipe, homem mais lindo e maravilhoso do mundo, transformado e lavado pelo sangue de Jesus". Veja as publicações de ambos na internet:

Leia também: Guilherme de Pádua mostra rotina religiosa nas redes sociais e gera polêmica

: CASEI NO CIVIL! AINDA FALTA CASAR NA IGREJA! Gloria a Deus! "Pra todo sapato velho existe um pé descalço"! Kkk Ei! (Você aí) que tá sem esperança de se casar, calma! Se até eu arrumei, vc TB vai arrumar! Kkk AGORA FALANDO SÉRIO, desde que me converti, minha vida tem sido um CONSTANTE MILAGRE. Até quando eu não compreendo, DEUS FAZ o melhor pra mim! Conheci a Ju em um tempo de muita dor e fomos somente amigos por mais de um ano... Neste tempo, tivemos muitas oportunidades de ficarmos com "pessoas melhores aos olhos naturais" (com melhor situação financeira, no caso dela também sem um passado manchado... tantas foram as oportunidades)... Mas como Jesus fazia, ESTAMOS ANDANDO (PELA FÉ) NA CONTRAMÃO DOS VALORES DESTE MUNDO. Nos conhecemos FAZENDO A OBRA DE DEUS, "com a mão no arado"... Agora, como marido e mulher, oramos a Deus para que nos dê a honra de continuarmos sempre juntos, servindo a Jesus, que foi capaz de dar a própria vida por nós, apesar de não merecermos. SEI QUE NÃO É FÁCIL RESISTIR AOS ATRATIVOS DESTE MUNDO... A MAIORIA NAO RESISTE! MAS ESTE CASAL AQUI ESTÁ DETERMINADO! - Ju, minha esposa linda, você me conheceu numa fase tão difícil da minha vida e mesmo assim não desistiu de mim! Vc é fortinha, heim, loira? Te peço perdão por meus medos, meus traumas, minhas inseguranças, duvidas... A PARTIR DE HOJE, CONTE COM MEU AMOR E DEDICAÇÃO POR COMPLETO COMO DEVE SER UM MARIDO CRISTÃO! TE AMO! ❤️ Ah!!! As fotos foram feitas por um irmão que TB está recomeçando a vida! Hoje ele foi de improviso, pq já faz casamentos, desfiles, fotos de moda... chamamos ele 20 minutos antes do casamento! FELIPE! DEUS É CONTIGO! @eufiliperocha

A post shared by Guilherme De Padua (@guilhermedepaduathomaz) on


Leia também: "Ele é um grande manipulador", diz ex-mulher de Guilherme de Pádua


Caso Daniella Perez

O réveillon de 1992 foi marcado por uma tragédia que chocou o país: o então ator Guilherme de Pádua assassinou a atriz Daniella Perez com 18 punhaladas depois de armar uma emboscada, com a ajuda de sua mulher na época, Paula Nogueira Peixoto. O corpo da atriz foi largado em uma área de floresta da região da Barra da Tijuca . O casal foi condenado a cumprir pena em júri popular e, em 1999, ambos foram novamente libertos. Guilherme, nos anos subsequentes, contou diferentes versões do crime e chegou a ser processado pela escritora e mãe da vítima por difamação. Dentre as condenações que sofreu, o ex-ator teve de pagar 500 salários mínimos para Glória Perez, cerca de R$ 440 mil, e teve de se responsabilizar pelos custos do funeral e do sepultado da atriz que contracenava com ele em "De Corpo e Alma". Em 2015 o ex-ator foi acusado de estar perseguindo e ameaçando Paula Maia, sua ex-mulher.