Sambista foi pioneira no mundo do samba
Reprodução/Instagram
Sambista foi pioneira no mundo do samba


Nesta quarta-feira (13), a matriarca do samba Ivone Lara completaria 100 anos. Cantora e compositora fez história no samba como a primeira mulher a compor um samba enredo. A sambista faleceu em 2018.

Nascida em 13 de abril de 1922, Ivone Lara foi enfermeira e uma das primeiras assistentes sociais do Brasil. Mas foi como cantora, instrumentista e compositora que teve notoriedade nacional sendo conhecida como a matriarca do samba.  Ela abriu os caminhos para que outras mulheres tivessem voz nas quadras das escolas, ambiente dominado apenas por homens.

Antes de lançar o primeiro álbum em meados dos anos 1970, se especializou em terapia ocupacional com a médica psiquiatra Nise da Silveira, que desempenhou um papel fundamental na reforma psiquiátrica no Brasil nos anos 70. Na época em que pessoas com doenças mentais eram discriminadas e abandonadas pelos familiares, Ivone procurava as famílias dos pacientes com o intuito de conscientizá-los sobre saúde mental.

Leia Também

Leia Também


Entre os trabalhos mais importantes, estão o samba “Nasci pra sofrer”, samba que se tornou um hino para a escola de samba carioca “Prazer da Serrinha” extinta em 1952,  o samba “Não me perguntes” e Os Cinco Bailes da História do Rio, samba-enredo do Império Serrano, quando se tornou a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da escola.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários