Oscar 2021: cena de Nomadland, filme mais premiado da noite
Divulgação
Oscar 2021: cena de Nomadland, filme mais premiado da noite

Com uma entrada glamourosa de Regina King na Union Station, a 93ª cerimônia de premiação do Oscar começou pontualmente às 21h (horário de Brasília) deste domingo. Três horas e sete minutos depois, a Academia premiaria "Nomadland", de  Chloé Zhao, como o melhor filme desta temporada. Poucos minutos mais tarde, o longa sobre nômades americanos também renderia a estatueta de  melhor atriz para Frances McDormand. A chinesa Chloé Zhao venceu ainda o prêmio de direção e fez um discurso em homenagem a todos que têm a "coragem de ver o que há de bom nas pessoas".

Para encerrar a festa adaptada para a pandemia , Joaquin Phoenix anunciou a vitória de Anthony Hopkins, de 83 anos, na categoria melhor ator, por "Meu pai" . O veterano, porém, não marcou presença na festa, nem mesmo por vídeo.

Um tapete vermelho diferente, como era de se esperar numa pandemia, abriu a noite. Os convidados, em número reduzido e devidamente testados contra a Covid-19, passaram pela Union Station e conversaram com a imprensa em microfones fixos, instalados atrás de cordas. As celebridades circulavam pelo com mais tranquilidade e em clima de reencontro, sem os paparazzi e fãs que costumam recepcioná-los no tapete vermelho. Outra mudança visível na cerimônia foram as apresentações musicais dos indicados a Melhor Canção, que se concentraram antes da premiação .

Logo no início de seu discurso para uma seleta plateia presencial de 170 pessoas, Regina King lembrou o ano difícil que o mundo passou. "E ainda estamos aqui bem no meio, chorando a morte de tantos". Mas o discurso foi no mesmo tom arejado que a cenografia escolhida pela Academia para demonstrar que respeita a ciência e os protocolos anti-covid-19, e busca alternativas.

O primeiro prêmio da noite foi para a britânica Emerald Fennell, pelo roteiro original de "Bela vingança", do qual ela também é diretora. O prêmio de roteiro adaptado foi para "Meu pai". Thomas Vintenberg, que perdeu a filha de 19 anos pouco tempo antes de iniciar as filmagens de "Druk - Mais uma rodada", fez um discurso emocionado e dedicado a ela, ao receber o prêmio de melhor filme internacional.

Daniel Kaluuya venceu o Oscar de melhor ator coadjuvante por "Judas e o messias negro"; entre as atrizes, a estatueta ficou com a a sul-coreana Youn Yuh-jung ("Minari"), que divertiu o público de casa com um discurso no qual brincou com Brad Pitt, que apresentou seu Oscar, e com Glenn Close, sua concorrente.

Entre as animações, deu a lógica: "Soul", da Pixar, venceu como longa-metragem, enquanto "If anything happens I love you" ficou com o de curta.

Lista de vencedores

Melhor Filme

"Bela Vingança"

"Judas e o Messias Negro"

"Mank"

"Meu Pai"

"Minari"

"Nomadland"

"O Som do Silêncio"

"Os 7 de Chicago"

Atriz

Viola Davis ("A voz suprema do blues")

Andra Day ("Estados Unidos Vs. Billie Holiday")

Vanessa Kirby ("Pieces of a woman")

Frances McDormand ("Nomadland")

Carey Mulligan ("Bela vingança")

Direção

Thomas Vinterberg ("Druk — Mais uma rodada")

David Fincher ("Mank")

Lee Isaac Chung ("Minari")

Chloé Zhao ("Nomadland")

Emerald Fennell ("Bela vingança")

Atriz coadjuvante

Maria Bakalova ("Borat: Fita de cinema seguinte")

Glenn Close ("Era uma vez um sonho")

Olivia Colman ("Meu pai")

Amanda Seyfried ("Mank")

YounYuh-jung ("Minari")

Ator coadjuvante

Sacha Baron Cohen ("Os 7 de Chicago")

Daniel Kaluuya ("Judas e o messias negro")

Leslie Odom Jr. ("Uma noite em Miami")

Paul Raci ("O som do silêncio")

LaKeith Stanfield ("Judas e o messias negro")

Filme internacional

"Druk — Mais uma rodada" (Dinamarca)

"Better days" (Hong Kong)

"Collective" (Romênia)

"The man who sold his skin" (Tunísia)

"Quo Vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)

Roteiro original

"Judas e o messias negro"

"Minari"

"Bela vingança"

"O som do silêncio"

"Os 7 de Chicago"

Roteiro adaptado

"Borat: Fita de cinema seguinte"

"Meu pai"

"Nomadland"

"Uma noite em Miami"

"O tigre branco"

Trilha sonora

"Destacamento Blood"

"Mank"

"Minari"

"Relatos do mundo"

"Soul"

Canção original

"Fight for you" ("Judas e o messias negro")

"Hear my voice" ("Os 7 de Chicago")

"Husavik" ("Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars")

"Io Sì" ("Rosa e Momo")

"Speak now" ("Uma noite em Miami")

Fotografia

"Judas e o messias negro"

"Mank"

Você viu?

"Relatos do mundo"

"Nomadland"

"Os 7 de Chicago"

Longa de Animação

"Dois irmãos"

"A caminho da Lua"

'Shaun, o carneiro, o Filme: A fazenda contra-ataca"

"Soul"

"Wolfwalkers"

Efeitos visuais

"Love and monsters"

"O céu da meia-noite"

"Mulan"

"Tenet"

"O grande Ivan"

Cabelo e Maquiagem

"Emma"

"Era uma vez um sonho"

"A voz suprema do blues"

"Mank"

"Pinóquio"

Figurino

"Emma"

"Mank"

"A voz suprema do blues"

"Mulan"

"Pinóquio"

Edição/Mixagem de Som

"Greyhound"

"Mank"

"Relatos do Mundo"

"Soul"

"O Som do Silêncio"

Curta-metragem

"Feeling through"

"The letter room"

"The present"

"Two distant strangers"

"White eye"

Curta de Animação

"Burrow"

"Genius Loci"

"If anything happens I love you"

"Opera"

"Yes-People"

Longa Documentário

"Collective"

"Crip Camp"

"The Mole Agent"

"My Octopus Teacher"

"Time"

Curta Documentário

"Colette"

"A concerto is a conversation"

"Do not split"

"Hunger Ward"

"A love song for Latasha"

Design de Produção

"Meu pai"

"A voz suprema do blues"

"Mank"

"Relatos do mundo"

"Tenet"

Montagem

"Meu pai"

"Nomadland"

"Bela vingança"

"Os 7 de Chicago"

"O som do silêncio"

Ator

Riz Ahmed ("O som do silêncio")

Chadwick Boseman ("A voz suprema do blues")

Anthony Hopkins ("Meu pai")

Gary Oldman ("Mank")

Steve Yeun ("Minari")

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários