Na manhã desta quarta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro anunciou por meio do Twitter a saída de Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura . Logo no começo do vídeo, Regina pergunta ao presidente se ela estava sendo "fritada" pelo governo dele, como afirmava a imprensa. Em seguida, a atriz, que havia assumido o cargo no começo de março, anuncia que será responsável pela Cinemateca Brasileira, em São Paulo. 

Leia também: "Cadê o fundo?" Artistas lançam clipe caseiro cobrando Regina Duarte

Regina Duarte e Bolsonaro
Rprodução/Twitter
Regina Duarte deixa a Secretaria da Cultura


Leia também: Bolsonaro compartilha vídeo de Mário Frias e levanta dúvidas sobre Regina Duarte

Bolsonaro alegou que a ex-secretária está deixando o cargo por estar com saudade da família. " Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em São Paulo. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", escreveu o presidente.

Leia também: Regina Duarte diz que imprensa “espalha desgraça” sobre Covid-19

Regina agradeceu o presidente pelo novo cargo e confirmou, em um vídeo postado por Bolsonaro na rede social, que ela está deixando o cargo em Brasília por sentir falta do convívio com os filhos e os netos. "Acabo de ganhar um presente que é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da Cultura que funciona lá em São Paulo. É um museu de toda a filmografia brasileira", falou a ex-secretária.


    Veja Também

      Mostrar mais