A 62ª edição do Grammy teve nome e sobrenome: Billie Eilish. Sensação da música em 2019, a jovem de apenas 18 anos venceu cinco gramofones de ouro, incluindo os quatro principais (álbum, canção, gravação e revelação).

Billie Eilish arrow-options
Divulgação
Billie Eilish

Além disso, ela ainda esteve envolvida em outros dois prêmios técnicos do Grammy : o de melhor engenharia não clássica de álbum (em que os engenheiros de gravação de seu disco foram premiados) e produtor do ano, dado para seu irmão, Finneas O'Connell , pelo trabalho no álbum de Billie Eilish .

Veja a lista de vencedores do Grammy 2020:

Álbum do ano

“When we all fall asleep, where do we go?” (Billie Eilish)

“I, I” (Bon Iver)

“Norman f***ing Rockwell!” (Lana Del Rey)

“I used to know her” (H.E.R.)

“7” (Lil Nas X)

“Cuz I love you” (Lizzo)

“Father of the bride” (Vampire Weekend)

Gravação do ano

“Bad guy” (Billie Eilish)

“Hey, ma” (Bon Iver)

“7 Rings” (Ariana Grande)

“Hard place” (H.E.R.)

“Talk” (Khalid)

“Old town road” (Lil Nas X e Billy Ray Cyrus)

“Truth hurts” (Lizzo)

“Sunflower” (Post Malone e Swae Lee)

Canção do ano

“Bad guy” (Billie Eilish)

“Always remember us this way” (Lady Gaga)

“Bring my flowers now” (Tanya Tucker)

“Hard place” (H.E.R.)

“Lover” (Taylor Swift)

“Norman f***ing Rockwell!” (Lana Del Rey)

“Someone you loved” (Lewis Capaldi)

“Truth hurts” (Lizzo)

Revelação

Billie Eilish

Black Pumas

Lil Nas X

Lizzo

Maggie Rogers

Rosalía

Tank and the Bangas

Yola

Melhor performance solo pop

“Truth hurts” (Lizzo)

Melhor performance pop em duo/grupo

“Old town road” (Lil Nas X e Billy Ray Cyrus)

Melhor álbum pop vocal tradicional

"Look now" (Elvis Costello & The Imposters)

Melhor álbum pop vocal

“When we all fall asleep, where do we go?” (Billie Eilish)

Melhor gravação dance

"Got to keep on" (The Chemical Brothers)

Melhor álbum dance/eletrônico

"No geography" (The Chemical Brothers)

Melhor álbum instrumental contemporâneo

"Mettavolution" (Rodrigo Y Gabriela)

Melhor performance rock

"This land" (Gary Clark Jr.)

Melhor performance metal

"7empest" (Tool)

Melhor canção rock

"This land" (Gary Clark Jr.)

Melhor álbum rock

"Social cues" (Cage the Elephant)

Melhor álbum de música alternativa

"Father of the bride" (Vampire Weekend)

Melhor performance r&b

"Come home" (Anderson .Paak com André 3000)

Melhor performance r&b tradicional

"Jerome" (Lizzo)

Melhor canção r&b

"Say so" (PJ Morton com JoJo)

Melhor álbum urbano contemporâneo

"Cuz I love you" (Lizzo)

Melhor álbum r&b

"Ventura" (Anderson .Paak)

Melhor performance rap

"Racks in the middle" (Nipsey Hussle com Roddy Rich e Hit-Boy)

Melhor performance de rap cantado

"Higher" (DJ Khaled com Nipsey Hussle e John Legend)

Melhor canção rap

"A lot" (21 Savage com J. Cole)

Melhor álbum rap

"IGOR" (Tyler, The Creator)

Melhor performance country solo

"Ride me back home" (Willie Nelson)

Melhor performance country em duo/grupo

"Speechless" (Dan + Shay)

Melhor canção country

"Bring my flowers now" (Tanya Tucker)

Melhor álbum country

"While I'm livin'" (Tanya Tucker)

Melhor álbum new age

"Wings" (Peter Kater)

Melhor solo de jazz improvisado

"Sozinho" (Randy Brecker)

Melhor álbum de jazz vocal

"12 little spells" (Esperanza Spalding)

Melhor álbum de jazz instrumental

"Finding Gabriel" (Brad Mehldau)

Melhor álbum jazz de grande banda

"The omni-American book club" (Brian Lynch Big Band)

Melhor álbum de jazz latino

"Antidote" (Chick Corea e The Spanish Heart Band)

Melhor canção/performance gospel

"Love theory" (Kirk Franklin)

Melhor canção/performance cristã contemporânea

"God only knows" (KING & COUNTRY e Dolly Parton)

Melhor álbum gospel

"Long live love" (Kirk Franklin)

Melhor álbum cristão contemporâneo

"Burn the ships" (KING & COUNTRY)

Melhor álbum gospel de raiz

"Testimony" (Gloria Gaynor)

Melhor álbum pop latino

"#Eldisco" (Alejandro Sanz)

Melhor álbum rock, urbano ou alternativo latino

"El mal querer" (Rosalía)

Melhor álbum de música mexicana regional

"De ayer para siempre" (Mariachi Los Camperos)

Melhor álbum tropical latino

Prêmio dividido: "Opus" (Marc Anthony) e "A jorney through Cuban music" (Aymée Nuviola)

Melhor performance de raízes americanas

"Saint honesty" (Sara Bareilles)

Melhor canção de raízes americanas

"Call my name" (I'm With Her)

Melhor álbum americana

"Oklahoma" (Keb' Mo')

Melhor álbum bluegrass

"Tall fiddler" (Michael Cleveland)

Melhor álbum de blues tradicional

"Tall, dark & handsome" (Delbert McClinton e Self-Made Men + Dana)

Melhor álbum de blues contemporâneo

"This land" (Gary Clark Jr.)

Melhor álbum folk

"Patty Griffin" (Patty Griffin)

Melhor álbum de músicas de raízes regionais

"Good time" (Ranky Tanky)

Melhor álbum reggae

"Rapture" (Koffee)

Melhor álbum de world music

"Celia" (Angélique Kidjo)

Melhor álbum infantil

"Ageless songs for the child archetype" (Jon Samson)

Melhor audiolivro

"Becoming" (Michelle Obama)

Melhor álbum de comédia

"Sticks & stones" (Dave Chappelle)

Melhor álbum de musical teatral

"Hadestown" (Elenco original da Broadway)

Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual

"Nasce uma estrela" (Lady Gaga e Bradley Cooper)

Melhor trilha original para mídia visual

"Chernobyl" (Hildur Guðnadóttir)

Melhor canção composta para mídia visual

"I'll never love again" (Lady Gaga e Bradley Cooper, de "Nasce uma estrela")

Melhor composição instrumental

"STAR WARS: GALAXY'S EDGE SYMPHONIC SUITE" (John Williams)

    Veja Também

      Mostrar mais