A atriz Liu Yifei foi criticada na web depois de comentários políticos feito em uma rede social. A chinesa, que dará vida a Mulan no live-action da Disney, fez comentários sobre os conflitos entre polícia e manifestantes em Hong Kong e mostrou seu apoio às forças armadas da região.

Leia também: Dragão Muchu pode não aparecer em live-action de "Mulan"

mulan
Divulgação/Disney
Liu Yifei comentou protestos em Hong Kong e acabou gerando pedidos de boicote a "Mulan"

O posicionamento, porém, foi criticado por fãs de Mulan, que decidiram iniciar um manifesto para boicotar o filme, que estreia em 2020. No Weibo, rede social chinesa, Liu Yifei escreveu: “Eu apoio a polícia de Hong Kong, você pode me bater agora” e “que vergonha para Hong Kong”.

post em rede social chinesa
Reprodução/Weibo
Publicação de Liu Yifei em rede social chinesa

A região está em conflito há pelo menos dois meses, após a criação de um projeto de lei de extradição que permitiria a transferência de presos para a China continental. A essa reivindicação, somaram-se outras como o pedido de renúncia de Carrie Lam, chefe do Executivo local, e eleições diretas para um novo representante, que hoje é escolhido por uma comissão.

Os protestos tem sido violentos, com manifestantes abordando polícias e fazendo reféns, e as autoridades respondendo com bombas de gás lacrimogêneo . “Por que sua empresa apoia uma atriz chinesa que mostra apoio a um regime opressor”, perguntou um usuário do Twitter ao perfil oficial da Disney .

Mulan ” teve o  primeiro trailer divulgado em julho. O filme tem previsão de estreia em março de 2020.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários