Franco Zeffirelli morreu aos 96 anos, em Roma
Ansa
Franco Zeffirelli morreu aos 96 anos, em Roma


O cineasta italiano Franco Zeffirelli morreu neste sábado (15), em sua casa, em Roma, aos 96 anos. O artista faleceu por volta das 12h (horário local) em decorrência "de uma longa doença que se agravou nos últimos meses", informou a família do diretor.

Leia também: Mais de 100 mulheres do cinema italiano se unem contra abusos

Segundo comunicado,  Franco Zeffirelli estava acompanhado por seus dois filhos adotivos, Pippo e Luciano, um médico e o padre da igreja de San Tarcisio quando faleceu.

Uma cerimônia fúnebre será realizada no Campidoglio, no centro da capital italiana. Em seguida, o corpo será sepultado no cemitério monumental de Porte Sante em Florença, cidade onde o artista nasceu em 12 de fevereiro de 1923.

Leia também: Com produções originais, Netflix aposta em tramas italianas

Você viu?

"Eu nunca quis que esse dia chegasse. Franco Zeffirelli morreu esta manhã. Um dos maiores homens da cultura mundial. Nós nos juntamos à dor de seus entes queridos. Adeus, querido Mestre, Florença nunca vai esquecer você", lamentou o prefeito da cidade, Dario Nardella, no Twitter.

O cineasta italiano foi fruto de um caso extraconjugal entre sua mãe, que era costureira e casada com um advogado, e um cliente vendedor de tecidos. De acordo com a imprensa italiana, por não poder batizá-lo com o sobrenome do marido ou do amante, sua mãe escolheu seu nome ao ouvir uma ópera de Mozart.

Leia também: Escritor Umberto Eco morre aos 84 anos

Zeffitelli alcançou a fama internacional ao dirigir clássicos como "La Traviata", " Romeu e Julieta" (1968) e "Jesus de Nazaré".

Além disso, foi eleito duas vezes senador em Catânia e um dos poucos artistas que apoiaram publicamente o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, do Forza Italia (FI), partido que representou de 1996 a 2001.

Acusação de abuso

Segundo Johnathon Schaech, o diretor o molestou em 1993, durante as gravações do filme "Storia di una capinera". Na ocasião, no entanto, a família do cineasta, que já estava com a saúde debilitada, negou a acusação em um comunicado.

Franco Zeffirelli é um dos cineastas mais famosos da Itália e autor da mais célebre versão para o cinema do clássico "Romeu e Julieta", de William Shakeaspeare. Homossexual assumido, ele foi reconhecido como parente do gênio renascentista Leonardo Da Vinci, em 2015.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários