Tamanho do texto

Na semana decisiva, filme da Marvel já parece reunir forças para superar o favorito estrelado por Lady Gaga. Veja fatores que jogam a favor do longa

“Pantera Negra” fez história ao se tornar o primeiro filme de super-herói indicado ao Globo de Ouro de melhor filme dramático na premiação da imprensa estrangeira de Hollywood, cuja 76ª edição se realiza no próximo domingo (6) em Beverly Hills, condado de Los Angeles no estado da Califórnia (EUA).

Leia também: Alegoria política faz "Pantera Negra" superar hype e ser melhor filme da Marvel

Pantera Negra e Nasce uma Estrela medem forças
Divulgação
Pantera Negra e Nasce uma Estrela medem forças

O longa de Ryan Coogler está indicado a três prêmios: filme/drama, canção original e trilha sonora. O feito histórico de “Pantera Negra ”, no entanto, pode ainda não estar completo. O grande favorito na ala dramática do Globo de Ouro é mesmo “Nasce uma Estrela” , indicado a cinco troféus e tipo de filme que bate forte junto à Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood.

No entanto, há diversos fatores e um certo histórico convulsionado que favorecem a candidatura do filme da Marvel Studios, os quais analisaremos mais detidamente a seguir.

Leia também: Financiamento coletivo leva jovens da periferia para assistir "Pantera Negra"

  • Pioneirismo

A HFPA, sigla em inglês da organização responsável pelo prêmio, adora rivalizar com o Oscar – e com o Emmy nas categorias televisivas – e sempre que tem a oportunidade de reconhecer uma obra antes, o faz. Nesse contexto, a ideia de premiar um filme da Marvel que lucrou mais de US$ 1 bilhão antes da Academia, historicamente resistente a produções do gênero, pode ser muito tentadora.

  • Seria a escolha mais importante
O protagonista Chadwick Boseman na premiere de
Divulgação/Disney
O protagonista Chadwick Boseman na premiere de "Vingadores: Guerra Infinita": soft power

Além de “Nasce uma Estrela”, “Bohemian Rhapsody” , “Infiltrado na Klan” e “Se a Rua Beale Falasse” também estão indicados na categoria. Se os dois últimos também podem ser considerados filmes importantes, lhes faltam o apelo de ser um filme blockbuster protagonizado por negros e com a cultura africana em evidência. São elementos irresistíveis em uma era em que premiar um filme não é apenas eleger aquele que se considera o melhor.

  • Eles (meio) que já fizeram isso antes

Ainda que não tenha nenhuma atuação indicada, o que sempre é tido como um mau presságio para as chances de triunfo na categoria principal, “Pantera Negra” encontra no retrospecto recente da premiação motivos para otimismo. Em 2010, “Se Beber, Não Case!” só estava indicado a melhor filme/comédia e acabou faturando o prêmio.

Copyright David Bornfriend
"Moonlight" ganhou apenas o Globo de Ouro de filme dramático

Na categoria dramática há precedentes parecidos. Em 2007, “Babel” era o recordista de indicações, mas levou apenas um prêmio. Justamente o de melhor filme dramático. Mais recentemente, em 2017, “Moonlight – Sob a Luz do Luar” também só ganhou um Globo de Ouro, justamente o de melhor filme dramático.

Leia também: Cinco motivos que provam o triunfo de “Pantera Negra” entre os filmes da Marvel

  • “Pantera Negra” merece

Com exceção de “Bohemian Rhapsody”, todos os filmes indicados na categoria de melhor drama merecem o prêmio e “Pantera Negra” talvez mereça mais porque é o triunfo do mainstream hollywoodiano e seu soft power como não se viu igual em 2018. Não obstante, carrega consigo um comentário político potente que extrapola os limites do gênero do filme de herói.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.