Tamanho do texto

Os representantes da atriz Scarlett Johansson se posicionaram em relação à repercussão negativa ao responder para o site americano Bustle

Nesta terça-feira (3), a renomada atriz Scarlett Johansson foi alvo de críticas por seu mais novo trabalho. Trata-se do filme “Rub & Tug”, dirigido pelo britânico Rupert Sanders ("A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell"). No papel de protagonista, Scarlett vive na pele do cafetão Dante “Tex” Gill, que nasceu com o nome de Lois Jean Gill.

Leia também: Os dez melhores filmes de Scarlett Johansson

Scarlett Johansson interpretará homem trans em
Divulgação
Scarlett Johansson interpretará homem trans em "Rub & Tug”

Em resposta à escalação de uma mulher cisgênero para o papel de um homem transgênero, a comunidade trans criticou a atriz nas redes sociais. De acordo com os membros dessa comunidade, essa situação deixa a impressão de que a pessoa trans está fingindo ser alguém que não é.

“Rub & Tug” deve começar as filmagens em 2019

O longa é baseado na vida de Jean Marie Gill, morta em 1987 com seus 72 anos, que chefiava o crime em Pittsburgh. Além de governar a máfia local por meio de salões de massagem ilegais, também transportava anabolizantes para a dinastia. Isso tudo era feito diante de uma identidade masculina.

Leia também: Scarlett Johansson: dez coisas que você precisa saber sobre a atriz

Com um orçamento de 30 milhões de dólares, o drama foi disputado entre cinco estúdios. Vale ressaltar que o filme está previsto para ter as gravações iniciadas em fevereiro de 2019. Apesar disso, ainda não há uma data de estreia estabelecida.

A polêmica do novo papel

Não é a primeira vez que Scarlett é alvo de críticas graças a um de seus papéis. No ano passado, em parceria com esse mesmo diretor no filme “Vigilante do Amanhã: Ghost in The Shell”, a atriz interpretou uma mulher asiática - o que trouxe repercussão negativa.

Dessa vez, os representantes de Scarlett não ficaram em silêncio diante do rebuliço causado pela escalação da atriz nesse papel. Em resposta ao site americano Bustle, declararam: "Fale para eles reclamarem também com os empresários de Jeffrey Tambor, Jared Leto e Felicity Huffman". Os atores citados já vivenciaram anteriormente personagens transexuais na indústria televisiva e cinematográfica. A resposta, no entanto, acabou aumentando ainda mais as reações negativas nas redes sociais.

Leia também: Arrasou no vocal! Scarlett Johansson lança música com Pete Yorn

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.