Tamanho do texto

Seja nas entrevistas, nas redes sociais ou até mesmo nos bastidores, o rapper tem um histórico pra lá de impressionante quando o assunto é treta; confira

Máquina de fazer hits – e também de criar polêmicas – Kanye West é uma das celebridades mais controversas da contemporaneidade. Filho de um ex-membro do Panteras Negras e professora universitária da língua inglesa, o rapper começou a sua carreira em 1996 como produtor, mas foi apenas em 2004 que roubou o estrelato como cantor. 

Apesar do grande sucesso e da legião de fãs, o rapper Kanye West sempre foi alvo de diversas polêmicas durante a sua carreira
Reprodução/Facebook
Apesar do grande sucesso e da legião de fãs, o rapper Kanye West sempre foi alvo de diversas polêmicas durante a sua carreira

Leia também: Em entrevista, Kanye West afirma que escravidão foi “opção” dos negros

Kanye West já era conhecido por ter produzido artistas locais e mais tarde ganhou fama por produzir nomes como Jay-Z, Alicia Keys, Janet Jackson e John Legend. Sua grande oportunidade como cantor veio nos anos 2000, mas foi em 2003 que se preparou para lançar o seu primeiro disco. 

Leia também: Treta! Comparação de Kanye West com o filme "Corra!" irrita Kim Kardashian

Inspirado por um acidente de carro, “Through the Wire” veio à tona trazendo diversos artistas convidados e foi na mesma época que começaram as brigas com outros nomes da música. West chegou a produzir a canção Heartbeat do rapper Royce Da 5’9”. Entretanto, o músico afirma que o seu cliente nunca pagou pela batida, ainda que tenha gravado e lançado a música. O rapper ainda afirmou que nunca mais trabalharia com Royce – e assim o fez.

O sucesso do músico veio mesmo em 2005 com “Late Registration” que chegou a ser considerado o melhor álbum do ano por diversas publicações internacionais. Na época, o cantor se posicionou publicamente contra a homofobia no hip-hop e revelou à MTV que um de seus propósitos com a música seria “falar o que está em sua mente e quebrar barreiras”.

Apesar do êxito do disco, Kanye West entrou em um hiato musical de dois anos, mas parece não ter descansado durante este tempo. Em dezembro de 2006 o rapper chegou a ser processado por Robert “Evel” Knievel por violação de marca registrada pelo seu vídeo para a música Touch The Sky .

Cena do clipe de Kanye West
Reprodução
Cena do clipe de Kanye West

Leia também: Problemas no paraíso! Kim Kardashian e Kanye West brigam por atenção na web

Segundo o dublê, que chegou a falecer no ano seguinte, o vídeo possuía “conteúdos sexuais” que o ofendiam, já que o rapper assumia a personalidade de Knievel e tentava voar sobre um cânion em um foguete. O processo buscava indenização e o fim da distribuição do vídeo. O artista não venceu o processo, mas poucos dias antes da sua morte, conseguiu um acordo com o rapper e enfim pôde descansar em paz.

A música venceu o EMA de 2006 na categoria de Melhor Vídeo de Hip Hop, mas Kanye não achou suficiente. Enquanto o diretor de We Are Your Frinds , do Justice VS Simian discursava após levar o Clipe do Ano, o rapper retornou ao palco para afirmar que, com sua derrota, a premiação perdia toda a sua credibilidade.

O retorno em 2007, por sua vez, não foi muito tranquilo para o rapper. “Graduation” foi lançada no mesmo dia que “Curtis”, o disco de 50 cent,  gerando uma grande tensão e especulações sobre intrigas entre os dois músicos. Além disso, foi naquele mesmo ano que o rapper estrelou o seu primeiro discurso raivoso em televisão internacional, durante performance no VMA.

O nervosismo na premiação, entretanto, não foi algo novo: em 2004 durante o AMA (Americam Music Awards), ele alegou ter sido roubado na categoria de “Melhor Artista Novo” e chegou a invadir o palco durante o EMA (Europe Music Awards) depois de perder o prêmio de vídeo do ano.

Em 2007 foi a vez de questionar o porquê ele não pode performar o seu hit do momento, Stronger no palco principal. O rapper ficou tão nervoso com a situação e, para ter como cereja do bolo, acabou perdendo todas o prêmio de todas as categorias para qual foi indicado. Assim, saiu afirmando que nunca mais voltaria ao VMA da MTV – o que evidentemente não aconteceu.

Leia também: Ela não para! Kim Kardashian publica diversas fotos nua para promover perfume

“808s & Heartbreak“ veio em 2008 com mais polêmicas cercando o cantor. West, ao lado do seu empresário, acabaram sendo presos no aeroporto de Los Angeles por conta de uma briga com um paparazzi. Na ocasião, os dois teriam quebrado as câmeras dos fotógrafos. Uma fiança de U$$20 mil teve que ser paga para que West fosse liberado, mas não parou por aí.

Meses depois o cantor foi preso novamente após outro incidente envolvendo um fotógrafo em frente a um clube noturno em Newcastle, Inglaterra. O rapper acabou sendo solto novamente, mas isso não quis dizer que sossegou das polêmicas mais tarde.

Uma treta anunciada

Kanye West e Taylor Swift tiveram o primeiro problema quando o rapper interrompeu um discurso da cantora em 2009
Reprodução/Internet
Kanye West e Taylor Swift tiveram o primeiro problema quando o rapper interrompeu um discurso da cantora em 2009

A temporada de premiação estava em aberto e, de volta ao VMA que havia criticado anteriormente, West acompanhava os vencedores de pertinho. Quando foi a vez da queridinha Taylor Swift levar o prêmio de Melhor Vídeo do Ano por You Belong With Me , o rapper não hesitou em intervir.

West subiu ao palco e roubou o microfone da cantora que fazia o seu discurso de agradecimento para dizer que ela não deveria leva-lo para casa. “Estou muito feliz por você, eu vou te deixar terminar... mas Beyoncé tinha um dos melhores vídeos de todos os tempos”, afirmou o cantor.

O rapper foi vaiado, mas a briga com Taylor Swift não iria parar por aí, ainda que tenham feito as pazes em 2015 durante o Grammy, chegando a posar para fotos juntos. Naquela época, o alvo do rapper foi outro: o cantor Beck, que venceu o “Álbum do ano”. Para o músico, o prêmio não era merecido.

Mas foi em 2016 que a grande bomba entre os dois explodiu. West lançou o videoclipe da canção “Famous”, em que aparece nu ao lado de diversas celebridades em uma grande cama – e, uma delas, era Taylor Swift. Na letra da canção, o rapper afirma que “sinto que eu e Taylor ainda vamos transar. Por quê? Eu fiz aquela vadia famosa”.

Swift logo entrou em posição de defesa criticando a canção, até que a esposa de West entrou na briga e publicou nas redes sociais imagens do seu marido conversando com a cantora no telefone. Segundo as imagens, o rapper teria falado com a cantora antes e ela teria aprovado o trecho, ainda que negasse tal acontecimento para a mídia.

Inocente?

Apesar de condenado, Bill Cosby foi defendido por rapper em suas redes socias e causou polêmica
Reprodução Pinterest
Apesar de condenado, Bill Cosby foi defendido por rapper em suas redes socias e causou polêmica

Não foi apenas no mundo dos famosos que Kanye West causou treta. Na internet, o cantor causou polêmica em 2016 ao defender o apresentador Bill Cosby, acusado de abusar sexualmente de 50 mulheres ao longo dos anos.No twitter, o cantor escreveu: "Bill Cosby é inocente!!!", sem se pronunciar novamente sobre o assunto.

Muitos internautas caíram em cima do cantor, inclusive a comediante Sarah Silverman. "Kanye! Você não pode estar falando sério. CINQUENTA MULHERES", escreveu na ocasião. Usuários do Twitter até pediram para que ele deixasse a rede social após o pronunciamento. 

Entre amigos

Apesar de ser amigo próximo de Jay-Z, Kanye West arrumou briga com o colega e também com sua esposa, Beyoncé
Reprodução/Twitter
Apesar de ser amigo próximo de Jay-Z, Kanye West arrumou briga com o colega e também com sua esposa, Beyoncé

Mas West não apenas arranjou treta com outros nomes da música que tinha um distante contato. O próprio Jay-Z, músico com quem trabalhou no início de sua carreira, além de ter realizado o disco “Watch The Throne”. Em um show em Seatlle, no final de 2016, o rapper chegou a criticar o amigo por conta da plataforma de streaming que ele inaugurou, o Tidal.

Após cantar a música Pop Style, de Drake, West afirmou que a canção deveria ter sido um trabalho em conjunto entre os três músicos, mas não foi assim por conta da rivalidade entre a Apple Music e o Tidal. Irritado, o cantor ainda anunciou que não faria uma nova parceria com Jay-Z como o álbum em conjunto que aconteceu em 2011.

Além disso, West desabafou afirmando que o amigo não telefonou para ele após o assalto que Kim Kardashian sofreu em Paris, criticando o amigo pela omissão. No mesmo ano, West havia acusado Beyoncé de fraudar o VMA da MTV, fazendo com que ele perdesse o prêmio “Clipe do Ano”, afirmando também que o seu marido teria assassinos particulares e que os temia. Em 2017, West deixou o Tidal.

Até mesmo a sua ex-namorada, Amber Rose, foi vítima de uma briga com o rapper. Em 2015, West chegou a afirmar que tomou 30 banhos antes de ficar com a sua atual esposa, Kim Kardashian. A treta envolveu diversos membros da família Kardashian e até mesmo Tyga, que na época namorava com Kylie Jenner. 

Entre tapas, beijos e alguns tweets, Kanye West parece seguir uma carreira imersa nas polêmicas – tanto com o público quanto com os seus amigos e parceiros de música. Agora, o rapper prepara um disco que tem como capa a figura de Jan Adams, médico que fez uma cirurgia em sua mãe que ocasionou a sua morte. O que será que vem por aí? 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.