Tamanho do texto

Cantor irlandês volta o Brasil e se apresenta em casas de shows pela primeira vez. Em entrevista ao iG Gente, ele conta o que esperar das apresentações

Gavin James estava empolgado quando atendeu a reportagem do iG no telefone. Parte disso era por conta do tanto de café que ele já tinha tomado antes da entrevista , mas outra parte era por conta da ansiedade de voltar ao Brasil, dessa vez para apresentar seu show. “Estou empolgado para conhecer as casas de show daí e me apresentar”, comentou o cantor.

Gavin James vem ao Brasil para primeiros shows e promete repertório cheio de músicas inéditas
Divulgação / Grace Pickering
Gavin James vem ao Brasil para primeiros shows e promete repertório cheio de músicas inéditas

Gavin James esteve no Brasil há cerca de um ano, fato que seu Facebook relembrou das memórias e ele contou com animação. De sua passagem por aqui, ele lembra com carinho das pessoas (“todo mundo era incrível”) e, aparentemente, de todo o resto (“eu amei tudo”).

Leia também: As 10 melhores trilhas sonoras do cinema

O irlandês de 26 anos estourou no Brasil e chegou ao topo das paradas depois de ter a música Nervous , que fez parte da trilha sonora de “Pega Pega”. Na época, ele se apresentou em alguns programas globais como “Altas Horas” e “Domingão do Faustão”. Depois disso ele ainda emplacou Watch It All fade na trilha de “Deus Salve o Rei”.

As novidades de Gavin James para o Brasil

Gavin James se preparar para voltar ao Brasil
Divulgação / Grace Pickering
Gavin James se preparar para voltar ao Brasil

Prestes a lançar seu segundo álbum, James promete muitas músicas novas nas apresentações por aqui. “Vamos tentar músicas novas que ainda não testei com público”, comenta. Entre as faixas, podemos esperar a apresentação de Always , sua nova música de trabalho. De acordo com James essa é uma das poucas baladas no novo disco, que terá uma sonoridade mais animada.

O cantor conta que acabou optando por músicas “que as pessoas podem pular”, com uma pegada que se encaixa melhor em festivais, por exemplo. O novo trabalho, Gavin conta, saiu muito rápido. Ele diz que já tinha algumas músicas na manga, mas a maior parte foi escrita em janeiro. “Foi um processo natural que durou cerca de um mês e meio”, conta.

Leia também: Como seria a playlist ideal com músicas para ouvir na fossa em 2018?

Parte do disco foi gravado em Dublin, sua cidade natal, e parte em Londres. Na cidade inglesa foi onde ele também gravou o clipe de Always , que ganhou uma versão ao vivo feita no lendário Abbey Road.

A “maldição” do segundo disco

O segundo disco que qualquer artista costuma ser uma provação, ainda mais quando o primeiro é aclamado. É a partir do segundo trabalho que é possível saber se o artista sobrevive ao “hype”, e muitos não conseguem.

Gavin, porém, não parece incomodado com isso. Na verdade, passados dois anos do lançamento de “Bitter Pill”, ele se diz mais empolgado  para o lançamento do novo material. “Queria fazer um som mais cru, mas não tão distante do primeiro álbum”, explica.

Música de festival

Gavin James promete novidades no repertório
Divulgação / Grace Pickering
Gavin James promete novidades no repertório

Gavin foi o único artista irlandês escalado para o Festival Coachella, que aconteceu nas duas últimas semanas de abril este ano. Em seu set, ele levou diversos convidados, como o DJ Alan Walker, Noah Cyrus e Conor Maynard.

Leia também: Com mais de 1 bilhão de views no YouTube, DJ Alan Walker vê sua carreira decolar

Apesar de se maravilhar com a experiência, que ele chamou de “doida”, ele não aproveitou a oportunidade para testar suas “novas músicas para festivais”. “Deixei para estreá-las” no Brasil confessa ele que, além de aguardar ansioso pelos shows aqui, também não vê a hora de comer um bife bem brasileiro.

Gavin James se apresenta em São Paulo e no Rio de Janeiro nos dias 4 e 5 de maio e os ingressos podem ser adquiridos nos sites Tudus e Clube do Ingresso.

    Leia tudo sobre: músicas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.