Tamanho do texto

A principal mudança do Oscar é sobre a promoção dos filmes, que agora serão apenas quatro sessões, independente da categoria ou do país

Na última terça-feira (24), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, organização que entrega os prêmios do Oscar, publicou mudanças significativas nas regras para a edição de 2019. As alterações acontecem em categorias como Melhor Animação, Melhor Trilha-Sonora, Melhor Canção Original e Melhor Documentário. Há também uma mudança importantíssima, relacionada a promoção dos filmes, que agora não poderão passar de quatro sessões, independente da categoria ou país. 

Leia também: Eleito melhor filme, "A Forma da Água" lidera Oscar 2018 com quatro estatuetas

Frances McDormand celebra o seu Oscar como  Melhor Atriz por seu personagem em
Reprodução
Frances McDormand celebra o seu Oscar como Melhor Atriz por seu personagem em "Três Anúncios Para um Crime"


Entenda as mudanças no Oscar

A primeira mudança para quem deseja participar do Oscar é sobre a inscrição do filme na premiação, que tem o prazo limite para 1º de outubro. Sendo assim, a comissão que selecionará filmes brasileiros deve anunciar os participantes no mais tardar em agosto. Sobre as campanhas de divulgação, os estúdios e distribuidoras serão obrigados a enviar qualquer material promocional apenas por meio de empresas de transporte e entrega sancionadas pela Academia. Caso utilizarem outra, os filmes podem ser desclassificados.

Leia também: Do tapete vermelho à madrugada: confira como os famosos curtiram o Oscar 2018

Guillermo del Toro e a equipe de
reprodução/ABC
Guillermo del Toro e a equipe de "A Forma da Água" no palco do Oscar 2018, vencedor de quatro estatueta


Ainda sobre a distribuição, após o anúncio dos indicados nas categorias, os estúdios e distribuidoras não podem mais promover inúmeras sessões com a presença de diretores e elenco como parte da campanha. Agora, o número máximo de sessões permitidas serão apenas quatro, independente da categoria que o filme está disputando ou o país. Ressaltando que as sessões adicionais que antes eram permitidas aos concorrentes na categoria a Filme Estrangeiro, passam a ser proibidas. 

Mudanças nas categorias

As categorias Animação e Documentário poderão ter mais de um produtor indicado (assim como acontece em Melhor Filme). Além disso, a votação na categoria Animação também mudou de formato e as indicações serão diferentes, como a presença de toda a equipe da produção do filme para receber a estatueta. Já na categoria de Melhor Documentário, qualquer filme que tenha vencido ou sido premiado em festivais no qual a Academia do Oscar consideram como "qualificativos", também poderá concorrer, sem a necessidade de ter sido lançado comercialmente nos cinemas. 

Leia também: Confira as críticas dos nove indicados a Melhor Filme no Oscar 2018

Nas categorias Trilha Sonora e Canção Original, o que muda é o formato de votação, que ficará parecido com a votação de Melhor Filme Estrangeiro. A primeira fase será votada pela equipe musical da Academia, que votarão para formar uma lista de 15 filmes e 15 canções, com voto preferencial. A partir disso, seguem para a votação final, escolhendo os 5 finalistas de cada categoria. A categoria de Efeitos Visuais também teve mudanças. Antes, os canditados eram exibidos exclusivamente no cinema da Academia do Oscar, em Los Angeles, e os votantes tinham que participar das sessões caso quisessem preencher as cédulas na categoria. Porém, agora os canditados poderão ser exibidos por streaming ou satélite.

As mudanças acontecem após o atual presidente da Academia, John Bailey, ser investigado e inocentado por abuso sexual e Harvey Weinstein ser expulso da organização. A 91ª edição do Oscar acontecerá no dia 24 de fevereiro de 2019.