Tamanho do texto

O evento aconteceu no último domingo (04) e já deixou várias memórias

No último domingo (5) o teatro Dobly em Los Angeles, Estados Unidos, foi palco de uma das noites mais importantes do ano para Hollywood : a do Oscar 2018. Celebrando – e premiando – as melhores produções e trabalhos do cinema , a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas concedeu o grande prêmio da noite, de Melhor Filme, ao drama “A Forma da Água”, de Guillermo Del Toro, que também levou o prêmio de Melhor Diretor.

Guillermo del Toro e a equipe de
reprodução/ABC
Guillermo del Toro e a equipe de "A Forma da Água" no palco do Oscar 2018 após receber o prêmio de Melhor Filme

Leia também: Oscar vê na ternura de "A Forma da Água" a receita para as dores do presente

Entretanto, não foi apenas de prêmios que o Oscar 2018 se foi feito. Em tempos em que Hollywood foi invadida por discussões sobre representatividade e inclusão, a premiação foi cercada de falas politizadas e um humor bastante crítico à esta nova onda de protestos nos Estados Unidos. De discursos empoderados à risadas políticas, listamos dez momentos marcantes da premiação: sete melhores e os três piores.

Leia também: Eleito melhor filme, "A Forma da Água" lidera Oscar 2018 com quatro estatuetas

Monólogo de Jimmy Kimmel

O apresentador Jimmy Kimmel agradou à frente da apresentação do Oscar em 2017
Divulgação
O apresentador Jimmy Kimmel agradou à frente da apresentação do Oscar em 2017

Pela segunda vez como apresentador da premiação, o comediante Jimmy Kimmel iniciou a cerimônia do Oscar 2018 com um monólogo bastante assertivo sobre as mudanças no universo de Hollywood. Kimmel iniciou sua fala dando uma dica para os presentes: “quando for chamado para receber um prêmio, não levante-se de cara”, fazendo menção à gafe do ano passado em que “La La Land: Cantando Estações” foi anunciada erroneamente como vencedora em melhor filme. Logo após a lembrança, o comediante trouxe um assunto sério para a noite, mas com o tom cômico, afirmando que o Oscar era um homem exemplar porque deixa as suas mãos à vista e não exibe as suas partes íntimas em público. Além disso, o apresentador ainda relembrou a expulsão do produtor Harvey Weinstein da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas ressaltando que o “o mundo está assistindo a nós e temos que dar um exemplo” em um chamado para o fim do assédio sexual.

Discurso de Frances McDormand

Frances McDormand celebra seu segundo Oscar e pede que mulheres indicadas se levantem
Reprodução
Frances McDormand celebra seu segundo Oscar e pede que mulheres indicadas se levantem

Um dos principais prêmios da noite, o de Melhor Atriz, consagrou o trabalho de Frances McDormand em “Três Anúncios Para um Crime”. A atriz, muito emocionada, fez o seu discurso agradecendo aos seus colegas de filme e também à sua família e, mais tarde, pediu para que as mulheres que foram indicadas em todas as categorias do Oscar 2018 se levantassem de suas cadeiras. “Seria uma honra se eu pudesse ter todas as mulheres indicadas em todas as categorias aqui, de pé, comigo nesta sala hoje. Meryl, se você fizer, todas as outras vão fazer também”, começou. “Todas nós temos histórias para contar e projetos para financiar. Não venham falar conosco sobre isso na festa hoje. Convidem a gente para ir até seus escritórios daqui alguns dias. Ou vocês podem ir aos nossos. O que encaixar melhor pra vocês. E, então, contaremos tudo sobre eles”, concluiu a atriz. Ainda em seu discurso, McDormand foi assertiva “tenho apenas duas palavras para deixar para vocês nesta noite: ‘inclusion rider’”, referendo-se a uma cláusula que é possível colocar no contrato exigindo que o elenco e a equipe de um filme tenham 50% de diversidade em um filme, aumentando a igualdade racial e de gênero na indústria cinematográfica.

Tiffany Haddish e Maya Rudolph como apresentadoras

Comediantes fazem discurso cômico em apresentação de premiação
Reprodução
Comediantes fazem discurso cômico em apresentação de premiação

As atrizes Tiffany Haddish e Maya Rudolph tiveram apenas dois minutos de fala durante a apresentação do Oscar de Melhor Documentário de Curta-Metragem e Melhor Curta-Metragem em Live Action, mas foi o suficiente para encantar a plateia e quase lançar uma campanha para que voltem no próximo ano como as apresentadoras oficiais da cerimônia. Durante o discurso, as atrizes relembraram da campanha #OscarsSoWhite, que reivindicava a inclusão de pessoas negras na premiação. Carregando os sapatos de salto alto nas mãos, Haddish começou: “quando nós entramos aqui, algumas pessoas pensaram: agora o Oscar está muito preto?”, ao que Rudolph respondeu: “não se preocupe, tem muito mais brancos para virem aqui”. As duas ainda criticaram situações de racismo que passam nos bastidores com “brancos com pranchetas”.

Time's Up e representatividade

Atrizes que denunciaram Harvey Weinstein sobem ao palco para apresentar vídeo
Reprodução
Atrizes que denunciaram Harvey Weinstein sobem ao palco para apresentar vídeo

Diversos profissionais de Hollywood que já passaram pela premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas se reuniram para realizar um vídeo falando sobre as mudanças no universo cinematográfico em um momento impactante. Apresentado por Ashley Judd, Salma Hayek e Annabella Sciorra – todas vítimas de agressões do produtor Harvey Weinstein – o vídeo trouxe diversos relatos de artistas sobre representatividade no cinema falando sobre sua relação com a arte. Entre um relato e outro, Lee Daniels afirmou: “Se preparem para mais Panteras Negras, mais ‘Uma Dobra no Tempo’, nós estamos aqui e não vamos a lugar nenhum”.

Um ode à imigração na era Trump

Lupita Nyong’o e Kumail Nanjiani discursam sobre imigração nos Estados Unidos
Reprodução
Lupita Nyong’o e Kumail Nanjiani discursam sobre imigração nos Estados Unidos

Mais uma vez a temática da imigração tomou conta do Oscar nesta edição. Para apresentar o prêmio de Direção de Arte, Lupita Nyong’o, ao lado de Kumail Nanjiani começou o discurso dizendo: “somos dois atores que vocês conhecem, mas que tem dificuldade de pronunciar o nome”. A atriz ainda ressaltou: “Somos imigrantes. Eu sou do Quênia”, afirmou Nynon’g” ao que Nanjiani respondeu “Eu sou do Paquistão e de Iowa, dois lugares que ninguém de Hollywood consegue encontrar no mapa”, disse aos risos. Nyong’o completou afirmando que “assim como todos nesse auditório e assistindo em casa nós crescemos sonhando em fazer cinema. Esses são os alicerces de Hollywood e os sonhos também são os alicerces da América”. Nanjini concluiu o discurso afirmando que “para todos os sonhadores que estão aí fora, estamos juntos”, arrancando aplausos de toda a plateia.

O Jet Ski

Jet Ski no Oscar 2018
Reprodução
Jet Ski no Oscar 2018

O apresentador Jimmy Kimmel prometeu ao discurso mais rápido da noite um Jet Ski para quem fizesse o discurso mais rápido da noite. Diante das premiações e dos discursos, Mark Bridges, figurinista de “Trama Fantasma” que levou a estatueta para a casa por conta do seu trabalho, foi o grande vencedor da competição criada pelo apresentador do Oscar 2018 e retornou no final da premiação, logo após o anúncio do premiado por Melhor Filme, para receber o seu prêmio avaliado em US$ 18 mil. Bridges fez o discurso mais rápido da noite que durou cerca de 36 segundos e o figurinista recebeu o seu merecido prêmio ao lado de Helen Mirren.

Discurso de Jordan Peele

Jordan Peele em discurso
Reprodução
Jordan Peele em discurso

O primeiro negro a ganhar um Oscar de Melhor Roteiro, Jordan Peele fez um discurso emocionante ao receber a estatueta no palco. O cineasta de "Corra!" começou dizendo sobre as possíveis dificuldades de se fazer o filme com a temática e que gostaria de "dedicar este prêmio a todas as pessoas que levantaram a minha voz e me deixaram fazer esse filme". O ator ainda agradeceu à sua mãe por ensiná-lo a "amar em frente ao ódio", sendo ovacionado pela plateia em momento histórico. 

O desconforto com estranhos

Brincadeira não foi tão bem sucedida
Reprodução
Brincadeira não foi tão bem sucedida

Parece que Jimmy Kimmel tem uma obsessão em lidar com estranhos nas ruas e muitas vezes essas interações acabam sendo desconfortáveis demais. Este ano, não foi diferente. Ao lado de Gal Gadot, Margot Robbie, Lupita Nyong’o, Mark Hamill e Guillermo Del Toro, o apresentador invadiu uma sessão de cinema de “As Rugas do Tempo” carregando doces, pipocas e hot dogs gigantes para distribuir no cinema, sendo aplaudidos de pé ainda que a primeira frase de Jimmy Kimmel tenha sido “há um grande cheiro de maconha nesta sala” oferecendo inclusive os alimentos para a plateia por conta do cheiro. Os gritos das pessoas na sala e a situação caótica não ajudou muito para entender o que estava acontecendo em cena.

Tributo aos Militares

Tributo aos militares foi momento controverso
Reprodução
Tributo aos militares foi momento controverso

Um dos momentos talvez controversos do Oscar foi o tributo aos militares. No meio da cerimônia do Oscar, Wes Studi subiu ao palco para prestar um tributo ao Exército Militar dos Estados Unidos, revelando que foi um dos voluntários na Guerra do Vietnã. “Como um veterano, eu sempre apreciei quando os cineastas trouxeram para a tela histórias sobre aqueles que já serviram ao exército. Durante os 90 anos da Academia, vários filmes com temas militares foram honrados no Oscar. Vamos pegar um momento para homenagear esses filmes poderosos que brilham um excelente foco sobre aqueles que lutaram pela liberdade ao redor do mundo”, disse o ator. Se até mesmo Hollywood já produziu filmes contra as guerras dos Estados Unidos, é minimamente estranho promover o exército durante uma premiação com tantos discursos libertadores.

Bryant recebendo um Oscar

Vitória de Bryant gerou polêmica nas redes sociais
Reprodução
Vitória de Bryant gerou polêmica nas redes sociais

Assim como no ano passado, com a vitória de Casey Affleck como Melhor Ator, outro prêmio deu o que falar – e desta vez foi por Melhor Animação de Curta-Metragem. O vencedor foi Kobe Bryant, pela sua obra “Dear Basketball”. O ex-jogador foi preso em 2003 por abuso sexual após ter sido acusado de estuprar uma funcionária de um hotel. A entrega da estatueta foi comentada nas redes sociais e diversos internautas reclamaram da situação.

“Hollywood – ‘Mulheres são importantes!’ Também Hollywood – ‘Aqui está Kobe Bryant, que abusou sexualmente de uma mulher’”, escreveu um usuário.





Leia também: Que tiro foi esse? Os melhores memes da cerimônia do Oscar 2018

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.