Tamanho do texto

Banda baiana mistura rap e sons brasileiros no segundo disco da carreira, que foi lançado em novembro. Confira nossa entrevista com o vocalista Freeza

Uma ideia, diversos jovens com vontade de expressar suas manifestações artísticas e um projeto que os incentivava. Foi assim que surgiu "OQuadro", banda baiana que lançou em novembro seu segundo disco, "Nêgo Roque". Com o rap como raiz, a banda sempre misturou estilos, fazendo um som bem brasileiro, mas cheio de referências. "A gente teve sempre esse link da musicalidade brasileira com africana, com guetos norte-americanos, guetos da Europa, do Caribe", explica Freeza, um dos vocalistas da banda. Outras referências presentes no som da banda ainda incluem o eletrônico, trap, afrohouse e new roots.

Leia também: Dupla sertaneja Flavinho e Kadu lança música com participação da banda Malta

Banda
Reprodução/Instagram
Banda "OQuadro" tem rap como raiz e mistura estilos


A mistura resulta em um som original e o momento é propício: bandas nacionais que saem do "padrão" de apenas um estilo musical estão ganhando seu espaço, a exemplo de outros baianos, o BaianaSystem. Para o vocalista do "OQuadro" , a internet foi essencial para que novos estilos e artistas independentes alcançassem um público maior. "A internet mudou a indústria fonográfica" comenta Freeza, afirmando que ficou muito mais fácil ter acesso aos artistas. Isso não significa que seu uso não exige ressalvas. "hoje se ouve muito artista pelo numero de views e não qualidade sonora", declara.

Leia também: U2 lidera ranking das turnês mais lucrativas de 2017

"Quem são esses homens?" #oquadro #disconovoOQ #NaturaMusical

Uma publicação compartilhada por OQuadro (@oquadro) em


Atual

"Nêgo Roque" traz a poesia apurada do OQuadro junto com essa mistura de sons. Freeza afirma que o disco busca passar uma mensagem positiva. "Quem acompanha OQuadro acha que nesse disco as letras estão mais leves, a poesia ficou mais apurada", comentou.

Leia também: Xand do Aviões fala de carnaval em Brasília: "Me surpreendendo"

E o que vem a seguir? Divulgar o novo trabalho Brasil a fora. Freeza comentou que o primeiro disco do "OQuadro", de 2012, abriu portas fora do País, e a banda tocou em diversos lugares, incluindo festivais na Europa. Com o novo, a ideia é alcançar um público ainda maior.

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.