Tamanho do texto

Depois de polêmica por fazer apologia ao estupro, Só Surubinha de Leve teve clipe editado. Música foi retirada das plataformas digitais

Nesta quinta (18) o funkeiro Mc Diguinho, intérprete de Só Surubinha de Leve, lançou o clipe oficial da polêmica canção. Para quem não sabe, a música hit dos pancadões e fluxos causou forte reação nas redes sociais por sugerir no refrão que está 'ok' embriagar intencionalmente uma mulher, para depois fazer sexo e descartá-la.

leia também: Mas afinal, Só Surubinha de Leve realmente incita o estupro?

Mc Diguinho teve sua faixa
Reprodução / YouTube
Mc Diguinho teve sua faixa "Só Surubinha de Leve" retirada de todas as plataformas digitais por incitar apologia ao estupro





A música Só Surubinha de Leve   de Mc Diguinho estava sendo especulada para ser o hit do carnaval 2018. Postada em dezembro do ano passado no Youtube, a canção só ganhou destaque após dominar as principais paradas das plataformas digitais. Tudo correria bem se a letra não incomodasse tanto o senso das pessoas. 

"Taca bebida, taca a pica e abandona na rua", dizia o trecho da letra original de Mc Diguinho, que foi substituída por "Taca bebida, depois taca e fica, mas não abandona na rua", numa tentativa de fazer uma versão mais light de Só Surubinha de Leve .

Revolta

Algumas pessoas usaram as redes para criticar a letra da música. Um dos posts mais compartilhados nas redes sociais é de Yasmin Formiga: "Sua música ajuda para que as raízes da cultura do estupro se estendam. Sua música aumenta a misoginia. Sua música aumenta os dados de feminicídio. Sua música machuca um ser humano. Sua música gera um trauma. Sua música gera a próxima desculpa”, protestou a estudante de artes visuais. “Não tem mais para que 'aceitar' músicas que nos diminuem diariamente, passou do tempo de naturalizar esse tipo de coisa", completa Yasmin, que com o texto publicou uma imagem forte em prostesto a canção.

Redenção

No clipe lançado nesta quinta (18), Diguinho aparece ao lado de inúmeras mulheres. No final, um carro deixa as meninas na rua, mas logo o veículo retorna, elas entram e o carro segue seu caminho. O clipe foi gravado antes de toda polêmica com a "Só Surubinha de Leve", e o recurso usado pela produtora foi um efeito o "Rewind", em português claro, "Reverter", dando a impressão de que as garotas ao invés de abandonadas, foram buscadas de carro.

Leia também: Depois de polêmica, Só Surubinha de Leve será retirada do catálogo do Spotify

Consequência

Atualmente, o vídeo clipe de Só Surubinha de Leve   de Mc Diguinho já acumula mais de 1milhão de views no Youtube, muitas reações ruins e um futuro incerto já que mesmo após lançar uma versão 'light' as plataformas de streaming ainda não se posicionaram sobre recolocar a faixa nos aplicativos. Os curiosos podem conferir a versão final da música e do clipe, logo a baixo:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.