Tamanho do texto

De amores juvenis até mesmo relacionamentos sérios poligâmicos: relembre as vezes que esses personagens transcenderam o relacionamento a dois

Na última quinta-feira (14), o longa “Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas” estreou nos cinemas brasileiros. O filme remonta a história de William Marston , um psicólogo inventor do detector de mentiras e o criador da icônica Mulher-Maravilha. Apesar de chamar atenção pelos seus grandes feitos, sua vida particular era mais não convencional. Marston mantinha uma vida de poligamia com duas mulheres, sua esposa Elizabeth Marston, interpretada por Rebecca Hall, e Olive Byrne, uma ex-aluna que virou cadêmica interpretada por Bella Heathcote.

Cena de Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas: registro delicado de uma relação amorosa
Divulgação
Cena de Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas: registro delicado de uma relação amorosa

Leia também: Sete personagens que chutaram o pau da barraca e decidiram viver um poliamor

Apesar da poligamia de William Marston ser um dos focos do filme que relembra a sua história, Luke Evans não é o primeiro ator a viver a poligamia nas telonas dos cinemas. Relembre outras histórias em que as relações transcenderam um relacionamento a dois.

Leia também: Dez cenas polêmicas de sexo que invadiram as telas de cinema

"Vicky Cristina Barcelona"

Javier Bardem, Penélope Cruz e Scarlett Johansson no longa
Reprodução
Javier Bardem, Penélope Cruz e Scarlett Johansson no longa

O filme de Woody Allen de 2008 traz a história de Vikcy (Rebecca Hall) e Cristina (Scarlett Johansson) que são amigas pasando as férias em Barcelona. Enquanto Vicky está noiva e plena, Cristina gosta de viver intensamente e é movida a paixão. Durante uma exposição de arte, as duas acabam se encantando pelo pintor Juan Antonio (Javier Bardem) que as convida para uma viagem. Entretanto, as coisas se complicam quando entra uma terceira mulher no jogo: Maria Elena (Penélope Cruz), sua ex-mulher com quem tem um relacionamento conturbado.

"Os Sonhadores"

O filme se passa na Paris de 1968
Reprodução
O filme se passa na Paris de 1968

O ano é 1968 e a França está vivendo a efervescência da revolução estudantil. Matthew (Michael Pitt) acaba indo dos Estados Unidos para Paris estudar e acaba conhecendo diante do cenário os irmãos gêmeos Isabelle (Eva Green) e Theo (Louis Garrel). Os três acabam tornando-se grandes amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto o mundo explode fora do apartamento.

"Jules e Jim - Uma Mulher Para Dois"

O filme se passa no século XX de Paris
Reprodução
O filme se passa no século XX de Paris

O longa também se passa em Paris, mas agora no início do século XX. O tímido Jules (Oskar Werner) e o extrovertido Jim (Henri Serre) tornam-se grandes amigos compartilhando muitos interesses em comum. Nessa trajetória, eles acabam conhecendo uma mulher com um sorriso encantador. Entre idas e vindas, os dois acabam criando uma relação com Catherine (jeanne Moreau) nada convencional.

Leia também: As cinco melhores cenas de orgasmo feminino do cinema

"Três Formas de Amar"

Cena do longa
Reprodução
Cena do longa "Três formas de Amar"

Por conta de um erro de uma Universidade, dois rapazes e uma garota acabam indo morar em um mesmo alojamento. Os três acabam criando uma amizade onde a atração também é algo recorrente e, a partir daí, nasce um relacionamento que, ao mesmo tempo que faz com que todos andem lado a lado, também induz a caminharem por estradas diferentes.

"Cidade Baixa"

Alice Braga como Karinna em
Reprodução/Adoro Cinema
Alice Braga como Karinna em "Cidade Baixa"

O filme brasileiro traz a história de Deco (Lázaro Ramos) e Naldinho (Wagner Moura) que se conhecem desde garotos e ganham a vida fazendo fretes e até mesmo aplicando pequenos golpes em um barco a vapor. Nesse contexto, surge Karinna (Alice Braga) uma stripper que ascende uma atração dos dois criando a possibilidade de que eles possam viver uma relação a três.

"Caramuru - A Invenção do Brasil"

O longa conta a história de um português que tem uma relação a três com irmãs indígenas
Divulgação
O longa conta a história de um português que tem uma relação a três com irmãs indígenas

Outro longa brasileiro também aborda a poligamia nas telonas. Desta vez o filme de Guel Arraes remonta a chegada dos europeus no Brasil. O jovem pintor Diogo (Selton Mello) acaba se envolvendo em uma confusão e é deportado, mas a sua caravela acaba naufragando e, pror milagre, ele consegue chegar ao Brasil. Em novas terras, Diogo conhece a índia Paraguaçu (Camila Pitanga) com quem inicia um romance que será apimentado mais tarde por Moema (Deborah Secco), sua irmã.

"E Sua Mãe Também"

Os adolescentes acabam se envolvendo com uma espanhola onze anos mais velha
Divulgação
Os adolescentes acabam se envolvendo com uma espanhola onze anos mais velha

Neste longa de Alfonso Cuarón, Tenoch (Diego Luna) e Julio (Gael Garcia Bernal) são dois adolescentes que decidem embarcar em uma viagem ao lado de uma garota espanhola 11 anos mais velha que eles, casada com o primo de Tenoch que acaba encantando os adolescentes. Nessa viagem o trio parte para uma trajetória de autoconhecimento em que amizade muitas vezes é colocada em jogo, mas o amor prevalece.  

"Canções de Amor"

O filme tem como pano de fundo Paris
Reprodução
O filme tem como pano de fundo Paris

Nesta trama, o jornalista Ismaël (Louis Garrel) namora Julia (Ludivine Sagnier), que acaba convidando a amiga Alice (Clotilde Hesme) para morar junto sob o mesmo teto. Os três acabam criando laços muito fortes pela cidade de Paris, em que dividem os momentos de festas e de intimidade na cama, cheio de altos e baixos.

"Amantes"

O filme é estrelado por Joaquin Phoenix
Reprodução
O filme é estrelado por Joaquin Phoenix

Depois de ter tentado o suicídio diversas vezes, Leonardo Kraditor (Joaquin Phoenix) que não superou o fim do noivado, os seus pais tentam fazer com que namore com Sandra Cohen (Vinessa Shaw) filha de um casal de amigos. Os dois se conhecem e mantem contato, mas dias depois Leonardo conhece Michelle Rausch (Gwyneth Paltrow), sua vizinha casada. Essas relações acabam convergindo e ele decide arriscar em viver as duas paixões.

"Os 3"

O filme brasileiro também traz a poligamia como pano de fundo
Reprodução
O filme brasileiro também traz a poligamia como pano de fundo

Outro filme brasileiro integra a lista da poligamia na sétima arte. Neste longa, Cazé (Victor Mendes), Camila (Juliana Schalch) e Rafael (Gabriel Godoy) se conhecem na porta de um banheiro de festa e, recém chegados na capital paulista, decidem morar juntos em um galpão abandonado durante o período da faculdade. Os 3 acabam criando um vínculo muito forte e, mais tarde, estrelam um reality show em sua própria casa como uma maneira de manter a relação ainda firme.

"Triangulo Amoroso"

O longa alemão retrata um triângulo amoroso em um casamento
Reprodução
O longa alemão retrata um triângulo amoroso em um casamento

Ela é apresentadora de um programa de entrevistas na TV e ele um engenheiro. Apesar de casados há bastante tempo, eles fantasiam aventuras com outras pessoas. Assim, Adam (Devid Striesow) entra em cena e Hanna (Sophie Ross) acaba se envolvendo com ele. Simon (Sebstian Schipper) por outro lado tem que lidar com próprios problemas, mas ao conhecer Adam também acaba se sentido atraído pelo homem, pela primeira vez.

"Uma Casa no fim do Mundo"

Cena do filme
Reprodução
Cena do filme "Uma Casa No Fim do Mundo"

Adolescente rebelde, Bobby (Colin Farrel) faz amizade com Jonathan (Dallas Roberts), um gay reprimido pela mãe. Anos mais tarde eles se reencontram em Nova York, onde Johnathan está morando com Clare (Robin Wirght) e os três planejam uma família... até que Bobby se apaixona pela amiga.

"Splendor - Um amor em Duas Vidas"

No longa, Veronica fica dividida entre dois rapazes
Reprodução
No longa, Veronica fica dividida entre dois rapazes

O longa conta a história da vida de Veronica (Kathleen Robertson) que no auge dos seus vinte e poucos anos acaba se envolvendo com dois caras: o baterista Zed e o escritor Abel. No inicio, ela se desespera, mas depois ela acaba decidindo sair com os dois ao mesmo tempo.

"Amor a três"

A poligamia neste filme é retratada em um cenário misterioso
Reprodução
A poligamia neste filme é retratada em um cenário misterioso

Diferentemente dos outros filmes, “Amor a Três” é um thriller que traz como pano de fundo a poligamia. Jermaine (Rob Hardy) é um jovem advogado que, para apimentar o casamento, convida uma prostituta (Gretchen Palmer) que acaba tornando a vida a três um grande inferno.

"Prazer a três"

Neste filme, um professor decide manter um relacionamento com uma ex-aluna e a sua esposa
Reprodução
Neste filme, um professor decide manter um relacionamento com uma ex-aluna e a sua esposa

A poligamia neste filme também é retratada com um misto de mistério e thriller. Neste longa, uma psicóloga tem uma paciente nova que assume o comando da terapia e a manipula a um ponto de revelar a sua própria vida caindo em um beco de paixão, sexo e crime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.