Tamanho do texto

Entrevista com o colombiano Maluma, bastidores do cinema e confirmações de novos filmes de super-heroínas são os destaques da coluna Bastidores

Com apenas 23 anos de idade, o colombiano Maluma já é um fenômeno mundial. Conhecido no Brasil especialmente pela sua parceria com Anitta , na música Sim ou Não , o cantor já acumula o topo das paradas pelos sete mares. Depois de uma série de shows ao lado da funkeira, o artista retorna ao País para mais apresentações – mas desta vez, sozinho. Com um repertório baseado nos seus últimos hits e no disco que alavancou sua carreira, “Pretty Boy, Dirty Boy”.  O  iG Gente conversou com o reggaetonero para saber um pouco mais sobre essa sua trajetória musical.

Maluma retorna ao Brasil para três shows solo
Reprodução
Maluma retorna ao Brasil para três shows solo

Leia também: 10 músicas latinas para quem está viciado em "Despacito"

“Estou em um momento que tem me dado muitas alegrias. A música me colocou a viajar o mundo e compartilhá-la com os meus fãs”, contou Maluma . “Acredito que o reggaeton é um gênero muito bonito que deu a oportunidade para muitos latinos no mundo inteiro. Não podemos negar ele é o gênero número um mundialmente, então fazer parte disso é uma honra”, completou o artista.

Leia também: Manu Gavassi mostra seu lado autora e se lança na literatura com “Olá, Caderno”

Apesar de ter ganhado notoriedade ao lado de Anitta no País, o cantor já havia feito outras participações especiais com os brasileiros, como o sertanejo Lucas Lucco e, agora, emplaca em uma versão em espanhol de Você Partiu Meu Coração , com Nego do Borel, intitulada Conrazón . “A única formula é voltar, fazer shows e seguir trabalhando com outros artistas brasileiros . Sou fanático pela música brasileira, cultura e o amor das pessoas brasileiras”, conta o músico. De fato, essa paixão pelo Brasil parece estar se fortalecendo cada vez mais. Na canção que foi lançada na última sexta-feira (03), Maluma solta o verbo no português: “eu não sei falar muito bem português, mas quero aprender”.

Polêmicas

Entretanto, nem tudo foram rosas no caminho de Maluma. Uma de suas canções mais famosas, Cuatro Babys , não foi vista com bons olhos. A música conta o dilema de um homem que está dividido entre quatro mulheres e veio com um clipe bastante polêmico, que chegou a provocar abaixo assinados pela sua retirada no YouTube por ter sido cosiderado machista. “ Cuatro Babys não não é uma canção de reggaeton, é um êxito do trap. É uma das canções de trap mais escutadas no mundo inteiro. Não se pode negar que a letra é um pouco forte e fala sobre algumas verdades dos homens. É uma das canções mais fortes do meu repertório. Mas fico afortunado pelo sucesso”, comenta.

No Brasil

Maluma ao lado de Anitta
Reprodução
Maluma ao lado de Anitta

Questionado sobre novas parcerias, Maluma apenas soltou: “agora é hora de convidar as pessoas, de fazer surpresas”, deixando no ar que podemos ver o artista mais vezes com nossos ídolos nacionais. Para os shows, que acontecem na próxima quinta (09) em São Paulo, na sexta (10) no Rio de Janeiro e no sábado (11) em Brasília, o cantor revela: “estou muito entusiasmado para cantar com esse público maravilhoso. Espero que todos desfrutem do show comigo”, finaliza. Os shows acontecerão no Espaço das Américas, no Vivo Rio e no NET Live Brasília, respectivamente.

“Venon” a todo vapor

Não é só o cantor colombiano que está com tudo. O filme sobre o vilão do Homem-Aranha, “Venon”, que será estrelado por Tom Hardy, já tem as suas primeiras fotos dos bastidores sendo divulgadas nas redes sociais. Esta é a segunda semana oficial de gravações da produção que tem, além de Hardy, Riz Ahmed confirmado no elenco.




Heroínas quebrando tudo

Para quem está animado com a estreia de de “A Liga da Justiça” agora em novembro, há mais motivos para celebrar. A guerreira Sonja, também da Marvel, pode voltar aos cinemas em breve. A Millennium Media vai financiar e produzir um novo longa sobre a personagem e, por enquanto, os produtores procuram um roteirista para a adaptação. “Nós estávamos esperando pelo momento certo para este remake, e com o sucesso de Mulher-Maravilha, o público se manifestou. Eles querem mulheres heroínas", disse o produtor Avi Lerner ao Deadline .

 Leia também: Anitta recusa beijo de Maluma em show em SP: "Acho melhor ele cantar"

    Leia tudo sobre: Anitta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.