Tamanho do texto

A mostra no museu italiano sobre Rodin acontece em janeiro do ano que vem

O Facebook censurou nesta terça-feira (31) uma publicação de um museu italiano na qual promove uma exposição dedicada ao artista francês Auguste Rodin por considerar a imagem da icônica estátua " O Beijo " um conteúdo impróprio.

Leia também: A censura mecanizada das redes sociais que ameaça universo das artes

Reprodução
"O Beijo", de Rodin, foi censurada pelo Facebook em uma postagem de museu italiano

Segundo a Linea d'Ombra, empresa responsável pela mostra, a ideia era promover o post no Facebook para atrair visitantes para Treviso, na Itália, onde as obras serão exibidas a partir de 24 de fevereiro de 2018. No entanto, a rede social de Mark Zuckerberg não aceitou melhorar o alcance da publicação com as fotos desta obra - que procurava atrair mais visitantes para o museu.

Leia também: As dez obras de arte mais polêmicas de todos os tempos

Em nota, a rede social alegou que a "imagem mostra excessivamente o corpo ou apresenta conteúdo alusivo". No texto enviado aos administradores da página do museu italiano, o Facebook sugere que os organizadores usem "conteúdo que se concentre no produto ou serviço, evitando alusões de natureza sexual".

"Mais produto do que isso? Uma imagem símbolo da história da arte, um verdadeiro ícone de beleza", disse o diretor da Linea d'Ombra, Marco Goldin, em resposta à empresa responsável pela rede social. Para o diretor, essa rede social está "invadida por pornografia horrível" e é um erro "censurar" um ícone do Renascimento - a peça é uma escultura em mármore, esculpida em uma peça de mármore maciço, entre os anos de 1888 e 1889.

Leia também: Intolerância com "Queermuseu" deflagra debate sobre onda censora no Brasil

Censurada pelo Facebook, "O Beijo" é uma das obras mais emblemáticas do repertório de Rodin, que originalmente tinha o nome "Francesca da Rimini", pois descreve a nobre do século XIII, imortalizada no "Inferno de Dante", que se apaixona por Paolo, irmão mais novo do seu marido Giovanni Malatesta. A exposição acontecerá no Museu Cívico de Santa Caterina, em Treviso, e contará com cerca de 50 esculturas de autoria de Auguste Rodin, no mês de janeiro do ano que vem.

* com informações de ANSA Brasil

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.