Tamanho do texto

“Nada a Perder” conta a história do bispo e será lançado em duas partes no Brasil: em 2018 e 2019; confira as imagens inéditas das filmagens em Soweto

As gravações do filme "Nada a Perder", que contará a história do pastor e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, continuam a todo vapor. O longa metragem é inspirado no livro homônimo, que foi sucesso de vendas durante meses no Brasil.

Leia também: Netflix adquire os direitos do filme do bispo Edir Macedo

Cenas da gravação do filme
Divulgação
Cenas da gravação do filme "Nada a Perder" do bispo Edir Macedo

Neste domingo (24), o iG teve acesso a imagens inéditas do set de filmagem. De acordo com a produção, mais de 30 mil figurantes participaram das gravações do filme de Edir Macedo em Soweto na África do Sul, que teve ainda câmeras usadas em Hollywood e tomadas no helicóptero.

De acordo com o diretor encarregado pelas gravações, Alexandre Avancini,  o longa será gravado em São Paulo, Rio de Janeiro, Israel e África do Sul, local onde a igreja fundada pelo bispo conseguiu alcançar número expressivo de seguidores também fora do País.


Netflix adquire os direitos do filme 

A Netflix acabou de adquirir os direitos de exibição do longa metragem "Nada a Perder". O filme vai narrar a história do líder religioso, Edir Macedo.

O filme de Edir Macedo que será lançado em duas partes no Brasil teve toda a sua negociação mundial feita por Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da Record , durante uma recente viagem a Los Angeles, Estados Unidos.

Os valores envolvidos em toda a negociação são confidenciais, mas a suspeita é que envolva o maior valor já pago pela Netflix em um filme de lingua não inglesa.

Leia também: Com texto de Gabriel Chalita, "Hortance, A Velha" estreia no sábado em São Paulo

A exibição terá um formato inédito, após três meses do lançamento nos cinemas brasileiros e também no exterior, o filme irá direto para a plataforma do Netflix , com licença de cinco anos, sem ter que passar pelo seriço on demand pago.

O planejamento de distribuição do filme de Edir Macedo tem o objetivo de atender os 190 países onde a o sistema está presente, com um total que supera mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo. As informações são da Coluna de Flávio Ricco.

Leia também: Como o Rock in Rio continua a fazer sucesso sem inovar