Tamanho do texto

Em entrevista ao iG, Kenny Ortega fala sobre o novo filme da franquia e a diversidade no elenco: "Se você é bom, o papel é seu. Se você é negro e sua irmã é chinesa, isso não me interessa"

Coreógrafo de clássicos do cinema como "Curtindo a Vida Adoidado" e "Dirty Dancing" , o diretor Kenny Ortega está trabalhando com a Disney há pouco mais de uma década. No estúdio, ele foi o responsável por filmes que marcaram uma geração, como "High School Musical". Agora, seu novo projeto é "Descendentes 2", que estreia no Disney Channel neste domingo (20).

Leia também: Filho de Gaston, de "A Bela e a Fera", é vilão em "Descendentes 2"

Kenny Ortega, conhecido por trabalhos com Michael Jackson, é o diretor de
Reprodução/Youtube
Kenny Ortega, conhecido por trabalhos com Michael Jackson, é o diretor de "Descendentes 2"

"O sucesso foi tão grande que os fãs queriam muito o segundo filme", disse Ortega em entrevista ao iG . O novo filme da franquia "Descendentes" chega dois anos depois do primeiro e está ainda melhor. "Não tem nada que nos inspirou mais do que o amor que os fãs têm pelo primeiro filme e nossa vontade de servir esses fãs", garantiu.

Leia também: Com atores novatos e surfistas, Disney lança série brasileira "Juacas"

Conhecido por trabalhos com Michael Jackson, incluindo a direção do filme "This Is It", Ortega agora quer fazer coisas que sejam mais do que puro entretenimento. "Eu quero que a audiência tenha algo mais importante. O objetivo é sempre dar algo aos nossos fãs", explicou.

Neste filme, o que mais chama a atenção é a diversidade étnica. Uma das novas protagonistas é uma garota negra, a vilã Uma, interpretada por China Anne McClain. "Estou feliz por estar na família Disney porque ela te apoia nisso. Isso nunca foi um problema para eles, não tive que defender minha ideia", disse o diretor.

Leia abaixo a entrevista com Kenny Ortega:

iG: Como foi o desenvolvimento de "Descendentes 2"?
Kenny Ortega:  Eu tenho duas escritoras maravilhosas, muito inspiradoras, que realmente têm uma voz. Elas deram suas vozes aos personagens. Não é fácil escrever personagens para adolescentes. Os tempos mudam rapidamente e eles têm que se manter relevantes. Elas são muito espertas e conectadas. O sucesso foi tão grande que os fãs queriam muito o segundo filme. Aí teve um ano todo de desenvolvimento, de conversas, de cenários, e aí fizemos essa história, que é bem excitante. Depois tivemos ideias da trilha sonora e das músicas. Foi um processo. Não tem nada que nos inspirou mais do que o amor que os fãs têm pelo primeiro filme e nossa vontade de servir esses fãs.

Divulgação
"Descendentes 2" estreia no Disney Channel neste domingo (20), às 20h30

iG: Como foi a escolha dos novos personagens?
Kenny Ortega:  É tudo parte de um processo. Os personagens que entraram nessa história vieram de um espírito colaborativo. Harry Hook, o filho do Capitão Gancho, ser ajudante de Uma, a filha de Úrsula. Uau, que time! É melhor tomar cuidado com eles. E aí trouxemos Gil, o filho de Gaston, pra dar um toque de comédia.

iG: O que você antecipar sobre a trilha sonora?
Kenny Ortega:  A trilha sonora está melhor do que a primeira. Temos um grupo incrível de escritores e produtores, está fantástico, sério. Temos três grandes números. Uma grande abertura, um grande número no meio e um grande encerramento. Não só as músicas são incríveis, mas as coreografias são maiores e mais excitantes do que tudo que fizemos antes.

iG: Quais são as mensagens que o filme passa para as crianças?
Kenny Ortega:  São muitas mensagens, e elas são meio que dispostas em camadas. O legal é que as crianças vão descobrindo essas mensagens aos poucos. Eu só fiz um Instagram agora, mas alguns dos atores têm milhões de seguidores e é incrível como crianças do mundo inteiro, de línguas diferentes, acham algo nas histórias que as ajuda na vida real. Isso as ajuda a se sentirem mais corajosas, mais criativas, mais destemidas. O que é importante pra mim é ser parte de projetos que são mais do que puro entretenimento. Eu quero que a audiência tenha algo mais importante. O objetivo é sempre dar algo aos nossos fãs. Mas, neste filme, a mensagem principal é aceitar quem você é, amar quem você é. Se as pessoas não podem te aceitar por quem você é, o problema não é seu. Procure sempre as pessoas que vão te ver pelo que você é. Esse é um grande tema. Outro grande tema é que as escolhas que fazemos determinam onde vamos parar. Somos os artistas de nossos próprios quadros. Outras pessoas não pintam nossos quadros, nós pintamos nossos quadros. A vida é o que você pinta, as escolhas que você faz. Não importa de onde você veio, o que você enfrentou, suas escolhas podem mudar isso tudo e te transformar numa pessoa especial. Acho que é um grande tema e temos muitas pessoas falando sobre isso. Não deixar o medo te afastar de seus ideais e de seus objetivos. Outro dia eu recebi uma carta de uma garota que tinha uma doença e ela disse que "Descendentes" deu confiança para que ela fosse para a escola mesmo tendo essa doença. Ela disse que queria me contar que estava muito bem, que estava sobrevivendo, que as coisas estavam dando certo por causa das mensagens do filme. Isso faz as coisas valerem a pena. Dá forças para abrir os olhos todas as manhãs e fechá-los à noite sabendo que você está ajudando pessoas.

Leia também: Mesmo sem falar espanhol, brasileiro entra para o elenco de nova série da Disney

iG: Uma coisa que chama muito a atenção é a diversidade étnica do elenco, principalmente com uma menina negra como uma das personagens principais. Isso foi pensado ou só aconteceu?
Kenny Ortega:  A diversidade étnica é muito importante para todos nós. Estou feliz por estar na família Disney porque ela te apoia nisso. Isso nunca foi um problema para eles, não tive que defender minha ideia. Eu lembro que tinha uma época na minha carreira em que eu colocava dançarinos negros nos meus trabalhos e me falavam "você não acha que a cor está um pouco escura", então eu dizia para eles aumentarem as luzes. Nos comerciais, me pediam para colocar o cara latino com a menina latina, o cara branco com a menina branca, e eu dizia "não, meu nome é Ortega, se você quer isso, chame outro diretor". O que eu gosto é que eu nunca tive que me preocupar com isso trabalhando para a Disney. É automático, não tem essa de cor. Se você é bom, o papel é seu. Se você é negro e sua irmã é chinesa, isso não me interessa. Eu amo muito isso. Nós não sabemos quem vai entrar pro elenco até fazermos as audições. Aí nós acabamos com esse elenco, que tem sabor, cor, textura. É lindo. Dylan [Playfair, que faz Gil] é do Canadá, Thomas [Doherty, que faz Harry Hook] é da Escócia, Mitchell [Hope, que faz o Rei Ben] é da Austrália... É internacionalmente diverso. As fronteiras não são limites para a gente. Os fãs amam isso.

Dove Cameron é a estrela de
Divulgação
Dove Cameron é a estrela de "Descendentes 2"

iG: Muitas pessoas mais velhas, que cresceram com os contos da Disney, também estão ansiosas pelo filme. Como você vê isso?
Kenny Ortega:  O que estou descobrindo é que as crianças que cresceram com essas histórias estão voltando a elas. Conheci gente que já estava na faculdade dizendo que estava esperando por "Descendentes 2". Nós estamos vivendo em um tempo muito difícil e ainda há inocência na mágica. Acho que é por isso que as pessoas gostam do nosso filme, porque é inspirador, tem mágica e coisas fantásticas. As pessoas se identificam.

"Descendentes 2"
Quando: domingo, 20 de agosto, às 20h
Onde: Disney Channel