Tamanho do texto

Robert De Niro e Joe Pesci retomam parceria com Martin Scorsese em "The Irishman". Filme ainda terá Al Pacino no elenco e está em pré-produção

Martin Scorsese já está trabalhando em seu novo filme, e ao que tudo indicada, o diretor irá reunir boa parte do elenco que atuou em um de seus maiores clássicos, “ Os Bons Companheiros ”, de 1990. “The Irishman” é baseado em um livro de Charles Brandt em que Frank “The Irishman” Sheeran confessa o assassinato do líder sindical Jimmy Hoffa, nos anos 1970.  

Leia também: Scorsese problematiza a fé no lento e espiritual “Silêncio”

Joe Pesci, Ray Liotta e Robert De Niro em cena de
Divulgação
Joe Pesci, Ray Liotta e Robert De Niro em cena de "Os Bons Companheiros", de 1990, filme dirigido por Martin Scorsese

A morte de Hoffa nunca foi esclarecida e seu corpo até hoje não foi encontrado, tornando-se um misterioso caso sem solução. Martin Scorsese tentou dar vida ao projeto nos últimos 10 anos, sempre enfrentando problemas financeiros, com o elenco e com a própria história, já que o FBI nunca conseguiu confirmar os fatos atestados por Sheeran.

Leia também: Os melhores e piores momentos do Oscar 2017

Ainda assim, parece que o filme finalmente sairá do papel, e agora o site Deadline confirma que Joe Pesci , um dos protagonistas de “Os Bons Companheiros” ao lado de Robert De Niro , vai deixar a aposentadoria de lado para estrelar o longa. Pesci irá se reunir a De Niro, já confirmado no longa, além de  Al Pacino . De acordo com o site, Harvey Keitel e Bobby Cannavale  também estão negociando papeis no longa.

Silêncio

O último filme de Scorsese foi “Silêncio”, lançado em 2016. Protagonizado por Andrew Garfield e Liam Neeson, o filme levou 15 anos para ser feito e retrata o trabalho de jesuítas no Japão.  Apesar da expectativa em torno do longa, ele não cumpriu com o hype e acabou ficando fora das maiores premiações. “Silêncio” foi completamente esnobado pelo Globo de Ouro, e recebeu apenas uma indicação ao Oscar , por melhor fotografia.

Os Bons Companheiros

Martin Scorsese , responsável por alguns dos maiores clássicos do cinema, pode incluir “Os Bons Companheiros” nessa lista. O filme foi indicado a seis Oscar e foi justamente Pesci que ganhou como melhor ator coadjuvante. Uma história mafiosa clássica, o filme acompanha três companheiros ao longo de dez anos, conforme eles crescem na hierarquia da máfia .

Leia também: "Deadpool" entra e "Silence" não? As surpresas e as esnobadas do Globo de Ouro