Tamanho do texto

Lima Barreto será o autor brasileiro homenageado durante a FLIP 2017; veja a programação completa do evento literário de Paraty

A organização da 15ª Feira Literária Internacional de Paraty ( FLIP 2017), um dos eventos literários mais importantes do país, divulgou nesta terça-feira (30), as principais atrações do evento, além da programação completa, que contará com 18 mesas ao todo. Como todos os anos, a feira irá homenagear um escritor por suas obras. O escolhido deste ano é Lima Barreto .

Leia também: Filmes que brilharam em Cannes garantem distribuição no Brasil; veja lista

A Flip 2017 começará em 26 de julho e vai até o dia 30
Tomaz Silva/Agência Brasil
A Flip 2017 começará em 26 de julho e vai até o dia 30

Além disso, pela primeira vez, a curadoria da feira será feita pela jornalista Joselia Aguiar . No ano passado, a organização foi questionada pela ausência de autores negros em sua programação. Para driblar isso, a organização da FLIP 2017 garantiu que ao menos 30% da programação será composta por escritores negros. Já as mulheres, que foram apenas 17 no ano passado, somam 24 nesta edição - mais da metade dos 46 convidados.

"Esperamos que o aumento de autoras e autores negros no programa seja um ponto de virada e que a FLIP possa influenciar não apenas outras programações literárias do país, mas o próprio mercado editorial, ajudando a torná-lo mais diverso", explicou Joselia Aguiar.

Homenagem

O autor Lima Barreto é conhecido por sua obra "O Triste Fim de Policarpo Quaresma", além de todas as críticas sociais que fazia ao Rio de Janeiro e ao Brasil como um todo. A FLIP irá debater essa questão em quatro momentos distintos: a primeira será ainda na sessão de abertura, onde o ator e escritor Lázaro Ramos dará voz ao autor em uma apresentação criada pela historiadora Lilia Schwarcz.

Leia também: Épico minimalista, “Z: A Cidade Perdida” mostra ruínas de uma obsessão

Além disso, ele será tema de três mesas, das quais uma será sobre a importância de sua contribuição para a literatura brasileira, uma sobre a peculiaridade de sua linguagem e mais uma sobre as discussões urbanísticas presentes em toda sua obra. De forma indireta, o autor ainda será tema em mais cinco mesas.

Confira a programação completa

Quarta-feira, 26 de julho

19h15 Mesa 1 – Sessão de abertura - Lima Barreto: triste visionário

Quinta-feira, 27 de julho

10h território Flip | Flipinha - Mesa Zé Kleber: Aldeia
12h Mesa 2: Arqueologia de um autor
15h Mesa 3: Pontos de fuga
17h15 Mesa 4: Fuks & Fux
19h15 Mesa 5: Odi et amo
21h30 Mesa 6: Em nome da mãe

Sexta-feira, 28 de julho

10h território Flip | Flipinha - A pele que habito
12h Mesa 7: Moderno antes dos modernistas
15h Mesa 8: Subúrbio
17h15 Mesa 9: Na contracorrente
19h15 Mesa 10: A contrapelo
21h30 Mesa 11: Por que escrevo

Sábado, 29 de julho

10h território Flip | Flipinha - VOCO
12h Mesa 12: Foras de série
15h Mesa 13: Kanguei no Maiki – Peguei no microfone
17h15 Mesa 14: Mar de histórias
19h15 Mesa 15: Trótski e os trópicos
21h30 Mesa 16: O grande romance americano

Domingo, 30 de julho

10h território Flip | Flipinha - Ler o mundo
12h Mesa 17: Amadas
15h Mesa 18: Livro de cabeceira

Leia também: Animação: a escalada de um produto infantil à forma de arte

A FLIP 2017 acontece na cidade de Paraty, no Rio de Janeiro, entre os dias 26 e 30 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.