Tamanho do texto

Muitos artistas não medem palavras para falar sobre sexo em suas músicas tratando o assunto com naturalidade. Relembre dez músicas com o tema

Apesar do sexo ainda ser considerado um tabu na sociedade, as artes buscam tratar o assunto com uma maior naturalidade. Na música , alguns artistas já lançaram canções que trazem o tema de maneira desavergonhada, sem medir as palavras para descrever cenas, desejos e posições na cama.

Reprodução
"S&M" é uma canção de Rihanna que é dedicada ao sadomasoquismo


Leia também: Nada de sexo: veja as celebridades que já assumiram abstinência sexual

Do mundo pop ao MPB, confira quais artistas desbocados já entoaram letras com muita intenção de ter prazer. Qual é a sua canção favorita?  

Not Fair – Lily Allen

A música da britânica Lilly Allen retrata um relacionamento perfeito, se não fosse por conta das relações sexuais com o seu parceiro. Segundo a compositora, seu companheiro é amoroso, a trata com respeito, a faz sentir segura, mas se tem uma coisa que ele não a satisfaz é na cama. “Eu olho em seus olhos e quero te conhecer e então você faz esse barulho deixando aparente que já terminou”, diz a letra da canção. Além disso, o refrão não mede palavras para explicar que o homem não é capaz de dar prazer a ela: “Você nunca me faz gritar”, entoa.

Mania de Você – Rita Lee

A ovelha negra da família escreveu uma história no mundo da música quebrando tabus e preconceitos. Em “Mania de Você”, Rita Lee canta a satisfação que é estar ao lado de alguém que te dá prazer na hora do sexo. “Meu bem você me dá água na boca/Vestindo fantasias, tirando a roupa/Molhada de suor/De tanto a gente se beijar/De tanto imaginar loucuras”, confessa a cantora, que também já chegou a comparar o amor e o sexo em sua icônica canção “Amor e Sexo”.

Pra Fuder – Elza Soares

O título da música é autoexplicativo. Na canção Elza Soares relata o desejo que uma mulher está em relação ao sexo. “Vejo o próprio fogo não há força para deter”, canta. A letra revela o início de uma relação sexual, com as roupas jogadas no chão e o apelo de que, naquele momento, é “pra fuder”.

Love Myself – Hailee Steinfeld

Hailee Steinfeld celebra a masturbação na música
Reprodução
Hailee Steinfeld celebra a masturbação na música

O pop de Hailee Steinfeld fez a trilha sonora de diversos filmes, mas o que poucos percebem é que a letra cheia de autoestima na verdade uma celebração da masturbação feminina. A canção revela uma mulher que afirma não precisar de alguém para se satisfazer sexualmente e que sabe gritar o seu próprio nome, além de manter a levada certa na hora H.

Leia também: As cinco cenas mais quentes protagonizadas por Daniel de Oliveira

3 – Britney Spears

A canção ousada de Britney Spears nada mais é que um convite para um sexo à três. Na música, Britney se imagina no meio da orgia, enquanto questiona a participação de outras pessoas no ato, afirmando que é uma relação apenas para a diversão dos envolvidos.  “Viver em pecado é a nova onda”, afirma a canção.

Eu comi a Madonna – Ana Carolina

Uma relação sexual com o amor platônico é o foco desta canção. Na música, Ana Carolina conta passo a passo como foi a sua transa imaginária com Madonna na cama. “É dessas mulheres pra comer com dez talheres/De quatro, lado, frente, verso, embaixo, em pé/Roer, revirar, retorcer, lambuzar e deixar o seu corpo/Tremendo, gemendo, gemendo, gemendo”, entoa a artista.

Leia também: Demi Lovato aposta em vestido sensual no Grammy Awards e causa polêmica

S&M – Rihanna

Rihanna não mede palavras para falar sobre qualquer coisa. Para a cantora, não há tabus e isso não seria diferente com o sexo. A música “S&M” é um ode à prática de sadomasoquismo na cama. Na canção, Rihanna afirma que busca um sexo “com criatividade e sem limites”, além de fazer referência a objetos comuns da prática. A musa não só fala explicitamente sobre a questão, como também convida uma terceira pessoa para a cama...

Rubens – Cássia Eller

Reprodução
"Rubens" é uma canção sobre sexo homossexual

Apesar de ter ganhado sua versão oficial na voz de Cássia Eller, a música “Rubens” foi composta por Mário Manga em 1986 e revela as relações sexuais entre dois homens. A letra da canção não mede palavras para retratar o desejo de um pelos órgãos sexuais do outro, além do receio do preconceito que ambos poderiam enfrentar não só pela família e como também por toda a sociedade.

Leia também: Listamos filmes com cenas de sexo de verdade

Kamasutra – Erasmo Carlos

Nesta música, Erasmo Carlos passa por diversas posições sexuais para questionar a pessoa com quem relaciona qual vai ser a da vez, além de relembrar outros momentos picantes e ousados que já teve na cama, sem medir as palavras para isso. “Ficamos de mãos dadas no improvável caranguejo/Mas foi com a chave de ouro que o namoro começou/No 69 a gente deu nosso primeiro beijo/ O que faremos hoje com nosso desejo?/Onde colocar o amor?”, canta Erasmo.

Touch My Body – Mariah Carey

A música de Mariah Carey também é uma daquelas que não mede a criatividade para a imaginação sexual. A letra revela uma relação íntima entre duas pessoas, na qual uma delas tem deixa muito explícito como gosta de ser tocada. Além disso, a canção também brinca com o fato de vídeos íntimos vazados na internet. “Toque meu corpo/Coloque-me no chão/Carregue-me por aí/Brinque comigo um pouco mais/Toque meu corpo/Jogue-me na cama/Eu só quero fazer você se sentir como nunca se sentiu”, canta Mariah.