Tamanho do texto

Cantora pede R$ 45 mil para lançar "Pajubá", o primeiro disco de sua carreira, e oferece recompensas como noite de karaokê para os colaboradores

A cantora Linn da Quebrada lança nesta terça-feira (11) uma campanha de financiamento coletivo para o álbum "Pajubá", o primeiro de sua carreira. Para tirar o projeto do papel, a paulista pede que seus fãs doem R$ 45 mil até junho.

Leia também: As Bahias e a Cozinha Mineira comemora sucesso em 2016: "Foi uma loucura"

Linn da Quebrada lançou uma campanha de financiamento coletivo para fazer seu álbum de estreia,
Divulgação/Vivi Bacco
Linn da Quebrada lançou uma campanha de financiamento coletivo para fazer seu álbum de estreia, "Pajubá"

"Pra mim é muito importante conseguir materializar esse disco, poder reunir nele uma série de ideias. Cada música pra mim é uma ação", disse Linn da Quebrada sobre "Pajubá". O álbum irá reunir trabalhos já lançados e outras músicas inéditas.

Considerada uma das vozes do movimento TLGB na música, a cantora transsexual quer fazer de seu novo álbum um marco de resistência. "'Pajubá' é linguagem de resistência, construída a partir da inserção de palavras e expressões de origem africanas ocidentais. É usada principalmente por travestis e grande parte da comunidade TLGB", explicou. "Eu chamo esse álbum de Pajubá porque, pra mim, ele é construção de linguagem e invenção, é ato de nomear. É mais uma vez resistência", ressaltou Linn.

Leia também: A fábrica de sonhos do funk paulistano

Além do nome, o próprio álbum é fundamentado em um espaço de empoderamento. "A ideia é produzir um espaço de intervenção sexual, uma rede de apoio e fortalecimento entre o feminino, independente em que corpo estiver localizado", disse a artista. "É por acreditar nessa união que vejo esse álbum como resultado de uma construção coletiva, no qual, cada uma, a partir de seu próprio território, ajudará como puder."

Campanha

Para que o álbum saia do papel, a cantora precisa levantar R$ 45 mil até junho. O apoio mínimo é de R$ 10 e os colaboradores que contribuírem nas primeiras 48 horas da campanha ganharão o single  Mulher , além de agradecimentos no Facebook e um link para o download do álbum um dia antes do lançamento oficial.

Leia também: 'Funk e sertanejo universitário são a nova Tropicália', diz Caetano Veloso

Para quem quiser doar mais dinheiro, as recompensas são variadas e incluem uma versão física do disco, camisetas, pochetes, uma boneca de pano da cantora e até uma noite de karaokê com Linn. Por R$ 3 mil, o colaborador pode comprar um show da funkeira.

A campanha de financiamento coletivo do álbum de estreia de Linn da Quebrada já está disponível no site Kickante .

    Leia tudo sobre: músicas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.