Tamanho do texto

Separamos uma lista com 12 filmes que deixaram a ficção de lado e apostaram em cenas que os atores praticam sexo de verdade. Confira

Nem tudo no cinema é apenas ficção, algumas cenas de sexo de alguns filmes, por exemplo, são reais e os atores realmente transam, deixando a cena ainda mais real e chamando a atenção do público para um tema polêmico. Entre os filmes, estão "Shortbus", lançado em 2006, e "Os Idiotas", que teve seu lançamento oito anos antes, em 1998.

Leia também: Festival de filmes pornô e eróticos em Turim homenageia atriz e diretora

Confira filmes que apresentam  cenas de sexo reais:

"Shortbus"

Reprodução
"Shortbus" é um filme de comédia que narra aventuras explícitas de uma mulher que tenta chegar ao orgasmo


O filme de comédia foi lançado em 2006 e é o mais conhecido com esse subgênero. "Shortbus" concentra-se nos acontecimentos de um salão sexual artístico no Brooklyn, Nova York, e narra as aventurias explícitas de uma mulher que tenta chegar ao orgasmo. 

"Nove Canções"

Em
Reprodução
Em "9 Canções" um casal com interesses em comum chamam atenção com uma sequência de relações sexuais reais


O britânico "Nove Canções", de 2005, narra a história de um casal que tem interesse e paixão pela música ao vivo e chama muita atenção pela sequência, não simulada, de relações sexuais e sexo oral, bem com uma cena de ejaculação entre Kieran O'Brien e Margo Stilley.

"The Brown Bunny" 

Ninguém parava de falar das cenas reais de sexo que apareciam em
Reprodução
Ninguém parava de falar das cenas reais de sexo que apareciam em "The Brown Bunny", em 2013, ano de seu lançamento


Quando o filme foi lançado, em 2003, as pessoas não paravam de falar sobre a cena de sexo oral entre Vicent Gallo e Chloe Sevigny. A atriz declarou que o ato não foi simulado e é um dos mais notáveis momentos não-simulados do cinema.

"Os Idiotas"

Reprodução
"The Idiots" até mostra cenas simuladas, mas uma delas é caracterizadas pelo sexo real


Um pouco mais antigo que os outros, "The Idiots" é de 1998 e fala sobre um grupo de amigos que liberam suas inibições (sentem a chuva na pele) e começam com a orgia. Na maior parte da ficção, as cenas são simuladas por atores, mas uma caracteriza o sexo real.

Leia também: Das telas para a imaginação: relembre 25 atrizes que posaram nuas na Playboy

"Parceiros da Noite"

Reprodução
"Cruising" é um drama policial que conta a história de um policial que tenta achar um assassino dirigido a homens gays


"Cruising" é um drama policial de 1980 baseado em um romance de mesmo nome de Gerald Walker. O filme apresenta um policial que tenta achar um assassino em série dirigido a homens gays. A versão original apresenta sexo gay, e enquanto alguns quadros permanecem visíveis no corte final, muito se foi excluído. 

"Intimidade"

Reprodução
"Intimacy" conta a história de um homem que se apaixona pela mulher com quem ele faz sexo casual em cenas reais


O filme britânico de 2001 conta a história de um homem que se apaixona pela mulher com quem ele faz sexo casual, mas as cenas entre os dois são reais, o que é bem raro para um filme mainstream que ganhou como melhor filme no Festival de Cinema de Berlim.

"Deite Comigo"

Reprodução
"Lie with Me" "é um filme britânico de 2005 que também exibe cena de sexo que fica bem longe da ficção


"Lie with Me" é um drama de 2005 que conta um caso de um homem e uma mulher - e tem com dois atores razoavelmente conhecidos: Eric Balfour e Lauren Lee Smith. O filme estreou no Toronto International Film Festival, mas não foi um sucesso crítico. 

"Anticristo"

O sexo em
Reprodução
O sexo em "Antichrist" não tem nada de ficção e foi altamente controverso para cenas de multilação vaginal.


Lançado em 2009, o filme conta a história de um casal (Willem Dafoe e Charlotte Gainsbourg) que está devastado com a morte do único filho e muda-se para uma casa no meio da floresta para superar o ocorrido, mas os questionamentos do marido, psicanalista, sobre a dor do luto e o desespero de sua esposa desencadeiam uma espiral de acontecimentos misteriosos e assustadores. E as consequências dessa investigação psicológica são as piores possíveis. O sexo em "Antichrist" não tem nada de ficção e foi altamente controverso para cenas de multilação vaginal.

"Inverno de Sangue em Veneza"

Reprodução
"Don't Look Now" conta a história de um casal que resolveu mudar de vida em Veneza após a morte da sua filha.


"Don't Look Now", de 1973, conta a história de um casal que resolveu mudar de vida em Veneza após a morte da sua filha. Lá, eles conhecem duas estranhas irmãs e uma delas afirma que tem contato com o espírtio da falecida criança. As cenas de sexo no filme parecem reais, mas enquanto alguns atores dizem que fizeram sexo, outros negam. 

"Ninfomaníaca"

'Nymphomaniac
Reprodução
'Nymphomaniac" mostra os atores simulando sexo, mas os dublês aparecem transando de verdade


Estrelado por  Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgård e Stacy Martin, Shia LaBeouf, Christian Slater, Jamie Bell, Uma Thurman, Willem Dafoe, o filme mostra os atores simulando sexo, mas os dublês aparecem transando de verdade e suas áreas genitais ficaram visíveis. 

"A Última Ceia"

As cenas de sexo em
Reprodução
As cenas de sexo em "Monster's Ball" não têm nada de ficção


O sexo em "Monster's Ball" não tem nada de ficção. É uma cena forte envolvendo Billy Bob Thorton e Halle Berry, que ganhou o Oscar pela produção. No filme, Hank Grotowski (Billy Bob Thornton) e seu filho Sonny (Heath Ledger) trabalham em uma prisão. O homem é extremamente racista e precisa lidar com isso por conta da presença de negros no seu local de trabalho. Um deles Lawrence Musgrove (Sean "Puffy" Combs), recebe periodicamente a visita de sua esposa Leticia (Halle Berry). Após ser condenado à morte, Leticia segue sua vida juntamente com seu filho Tyrell. Porém, duas tragédias acabam fazendo com que as vidas de Leticia e Hank se cruzem.

Leia também: 10 vezes em que a teledramaturgia falou sobre estupro e abuso sexual

"Azul é a Cor Mais Quente"

Cena de sexo em
Reprodução
Cena de sexo em "Azul é a cor mais quente"


O filme francês de 2013 conta a história do amor gay entre Adèle (Adèle Exarchopoulos) e Emma (Léa Seydoux). Adèle encontra nos cabelos azuis da parceira, sua primeira paixão po outra mulher, mas, sem poder revelar a ningupem seus desejos, ela se entrega a um amor segreto e trava uma guerra com sua família e com a moral vigente. No filme, também aparece cenas de sexo reais.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.