Tamanho do texto

Apesar da crise ter afetado o mercado de música no País, heavy metal continuou com bom número de shows no Brasil

Não é novidade alguma que o mercado de música no Brasil sofreu bastante com a crise econômica pela qual o País tem passado há alguns anos, mas mesmo nesses tempos tão desfavoráveis, uma coisa não mudou: o mercado de heavy metal segue sendo bastante aquecido.

Leia também: Afinal, qual é a importância das músicas de protesto?

Iron Maiden, uma das maiores bandas de heavy metal, em show no Allianz Parque, em São Paulo, em 2016
Divulgação
Iron Maiden, uma das maiores bandas de heavy metal, em show no Allianz Parque, em São Paulo, em 2016

Sempre muito bem recebido no Brasil, o heavy metal nem sempre enche estádios nem tem shows tão grandes e glamurosos quanto os de popstars, mas tem um público muito mais fiel e frequente. Por isso, não é incomum que bandas internacionais do gênero incluam sempre o País em suas turnês mundiais e gastem muitas semanas por aqui.

Um exemplo claro disso é o Iron Maiden. Maior banda de metal do mundo, o grupo britânico não costuma deixar a América do Sul de fora de suas turnês e, sempre que vem para cá, dá uma atenção especial ao Brasil. No ano passado, a banda fez quatro shows em São Paulo, Brasília, Fortaleza e Belo Horizonte. A tour do ano passado foi a 11ª do grupo no País.

Fora do eixo

Mas não é só o Iron Maiden e as megabandas de metal que fazem sucesso no Brasil. Pelo contrário, quem carrega de verdade o movimento são as bandas menores, aquelas que não chegam ao mainstream, mas mesmo assim têm fãs que compram os ingressos dos shows.

Leia também: Ex-baterista do Megadeth morre em pleno palco durante show nos EUA

Grupos como Lacuna Coil, Epica e At The Gates são os grandes responsáveis pelo metal e seus gêneros derivados não naufragarem no Brasil. Apesar sua importância no gênero, esses grupos são cientes do tamanho e da popularidade desses estilos e aceitam tocar em lugares menores, em dias não tão bons e em cidades fora do eixo.

A diversidade de cidades por onde essas bandas de metal passam, aliás, é um dos pilares da força do gênero. Em vez de se concentrar em São Paulo e Rio de Janeiro, as bandas viajam pelo Brasil e vão para capitais mais fora do eixo.

Uma dessas capitais é Belém, a capital do Pará, que rotineiramente recebe bandas gringas de fora do País. Neste ano, a cidade terá uma apresentação da Sonata Arctica em maio. A banda finlandesa também passará por outras nove cidades nessa turnê brasileira, entre elas Limeira, no interior de São Paulo, Recife e Juiz de Fora, no interior de Minas Gerais.

Leia também: Eagles of Death Metal não são mais bem-vindos no Bataclan

Dizer que o mercado do heavy metal não conhece crise é exagero – assim como todo o mercado do entretenimento no Brasil, o gênero já viveu dias melhores. Mas os produtores e bandas do estilo têm um trunfo em suas mãos: a fidelidade dos fãs. Se depender deles, o metal e seus derivados vão ter uma vida longa por aqui.

    Leia tudo sobre: músicas