Tamanho do texto

Valores dos direitos autorais dos livros devem superar US$ 60 milhões

Barack Obama é ex-presidente dos EUA e, ao lado da esposa Michelle, fechou acordo milionário com editora para lançamento de livros
Reprodução/Instagram
Barack Obama é ex-presidente dos EUA e, ao lado da esposa Michelle, fechou acordo milionário com editora para lançamento de livros


Ter a chance de publicar um livro produzido por um casal tão querido não só na América do Norte, mas no mundo todo, não é algo que acontece todos os dias. O ex-presidente dos Estados Unidos  Barack Obama, e sua admirável esposa e também ex-primeira dama  Michelle Obama , nesta semana, acertaram que os dois livros que serão escritos por eles serão publicados pelo grupo Penguin Random House, uma das editoras dos EUA que estava na disputa acirrada para publicar as obras.

Leia também: "Barry" desvenda a juventude de Barack Obama

    No que diz respeito aos valores dos direitos autorais dos dois livros, nenhum deles já foi anunciado oficialmente. No entanto, especialistas acreditam que deverão passar dos US$ 60 milhões para a casa norte-americana. Alguns executivos de editoras concorrentes afirmaram que os preços iniciais apenas para o livro de Obama variavam entre US$ 18 milhões e US$ 20 milhões.

Progresso: um ponto em comum

Na noite da última terça-feira (28), a editora Penguin Random House divulgou em uma nota que publicará os dois livros do casal Obama , mas escolheu fazer suspense e ainda não informou quais serão seus assuntos ou seus títulos. A editora Crown, que pertence ao grupo, já publicou dois livros escritos pelo ex-presidente norte-americano, o "Dreams for My Father" e o "The Audacity of Hope", além de uma outra obra escrita pela ex-primeira-dama, chamada "American Grown: The Story of the White House Kitchen Garden and Gardens Across America". A Penguin Random House, além de ser a editora responsável pela publicação do casal Obama, pretende também doar mil livros de Barack e de Michelle às organizações First Book e Open eBooks.

Leia também: Obama já assistiu à nova temporada de "Game of Thrones" antes de todo mundo

    Segundo dizeres do Diretor Executivo da empresa que publica livros, os objetivos do casal Obama e da empresa têm um ponto em comum. Assim como Michelle e Barack , a intenção da editora sempre foi conseguir causar impacto mundial com mudanças. "Com suas palavras e sua liderança, [os Obamas] mudaram o mundo, e todos os dias, com os livros que publicamos na Penguin Random House, nós queremos fazer o mesmo", disse o CEO do grupo, Markus Dohle, em nota. "Agora, nós estamos esperando muito para trabalhar junto ao [ex-] presidente e à senhora Obama para fazer dos livros deles eventos editoriais globais de alcance e significância nunca antes vistos", concluiu Dohle.

*Com informações da ANSA