Tamanho do texto

O musical de Lin-Manuel Miranda tem ingressos esgotados por meses e virou um fenômeno até entre aqueles que sequer viram a peça

Não é novidade alguma que os ingressos para os musicais da Broadway são bastante concorridos e os turistas de Nova York que querem assistir a uma das peças precisam se planejar bastante – ou preparar o bolso. Mas quem quiser assistir ao maior fenômeno do teatro na atualidade, tem de ter muita sorte. " Hamilton ", musical estrelado por Lin-Manuel Miranda , tem os ingressos regulares esgotados até novembro.

Leia mais: "Ghost – O Musical" encanta com enredo conhecido e elenco afinado

O musical hip-hop
Divulgação
O musical hip-hop "Hamilton", estrelado por Lin-Manuel Miranda, é o maior fenômeno da Broadway

Misturando hip-hop e história americana, " Hamilton: An American Musical " conta a história de um dos fundadores dos Estados Unidos, Alexander Hamilton . A trama se passa no século 18 e mostra os bastidores da independência do país.

Os primeiros a serem capturados pelo fenômeno foram as celebridades. De Barack Obama  a Madonna , os famosos se amontoaram nas primeiras fileiras do Richard Rodgers Theatre para assistir ao espetáculo.

No musical, a história é contada de uma maneira alternativa: personagens importantes, como Thomas Jefferson e George Washington, são interpretados por atores negros e latinos, representando a nova face americana. Em novembro, o vice-presidente dos Estados Unidos Mike Pence, eleito na chapa de Donald Trump, foi vaiado quando foi assistir a uma sessão.

Fenômeno global

O sucesso na peça na Broadway é compreensível. Por ter uma maneira inovadora de contar a história dos Estados Unidos, um assunto pelo qual os americanos são apaixonados, e ainda passar uma mensagem atual, o espetáculo atrai multidões. Mas, além disso, "Hamilton" faz sucesso com gente que nunca viu a peça.

Graças à internet, a obra é um fenômeno global com uma legião de fãs inclusive no Brasil. Parte disso pode ser explicado pela disseminação das músicas. A trilha sonora do espetáculo está disponível nos principais serviços de streaming, como o Spotify e a Apple Music. No YouTube, um vídeo não-oficial com a trilha sonora completa já passa de 1 milhão de views.

As músicas chamaram a atenção em 2016 quando o álbum ganhou o Grammy de melhor disco de teatro musical. Além disso, a peça levou incríveis 11 prêmios no Tony Awards, premiação específica de teatro, e ganhou até um Pulitzer.

Leia mais: "La La Land" e os musicais que invadiram o Oscar em 89 anos

O sucesso global também pode ser explicado por Lin-Manuel Miranda. Criador e estrela do espetáculo, o americano de 37 anos é um fenômeno. Ainda neste mês, ele pode se tornar o mais jovem artista a ganhar o Emmy, Grammy, Tony e Oscar. Para isso, a música  How Far I'll Go , de "Moana – Um Mar de Aventuras", precisa ganhar o Oscar de melhor canção original.

Em cartaz na Broadway desde 2015,
Divulgação
Em cartaz na Broadway desde 2015, "Hamilton" tem ingressos regulares esgotados para todas as sessões deste ano

Antes do trabalho na peça, Miranda ficou conhecido por "In The Heights", outro musical que venceu Tony e Grammy em 2009. O trabalho fez com que o artista ficasse conhecido e chegasse à TV, fazendo participações em séries como "How I Met Your Mother", "Modern Family", "House" e "Do No Harm".

Leia mais: "Wicked" tem sucesso de público, temporada estendida e vai virar filme

A globalização de "Hamilton" já está começando a ser explorada comercialmente. A peça ganhou uma montagem em Chicago e sai em turnê pelos Estados Unidos a partir de março, além de ter uma versão em Londres em novembro. Não será nenhuma surpresa se o espetáculo ganhar adaptações para o cinema ou para a TV, mas em épocas em que essas mídias concentram tanto dinheiro, é um feito e tanto criar um fenômeno desse tamanho a partir do palco da Broadway.