Tamanho do texto

A atriz está presente na única cena de 'Os Saltimbancos Trapalhões' em que há computador: 'Hoje a gente vive a ficção científica ao contrário", analisa

Maria Clara Gueiros não esconde o entusiasmo por estar no elenco de "Os Saltimbancos Trapalhões - Rumo a Hollywood", que estreia na próxima quinta-feira (19) nos cinemas. A atriz, que vive a vidente Zoroastra no 50º filme da carreira de Renato Aragão, se surpreende ao notar que só há cena no longa em que a tecnologia está presente – quando sua sobrinha, Luiza (Lívian Aragão) usa um computador para ver nas redes sociais o perfil do cliente (Marco Veras) da trambiqueira que interpreta.

Leia mais: "Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood" é para fãs do grupo

Maria Clara Gueiros e Lívian Aragão contracenam em 'Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood'
Reprodução
Maria Clara Gueiros e Lívian Aragão contracenam em 'Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood'


"É interessante isso. 'Os Saltimbancos Trapalhões ' acaba se passando em um lugar perdido no tempo. Hoje a gente vive uma ficção científica ao contrário, né, tentando se lembrar como era a vida quando não tinha tecnologia", analisa, contando que, no dia a dia, não escapa de dar aquela "olhadinha" no mundo virtual. "Vira e mexe a gente está com o celular na mão, não tem jeito".

Leia mais:  Globo prepara nova versão de Os Trapalhões para 2017

A atriz não imaginava um dia estar no elenco de um filme da trupe. "Fiquei super nervosa na hora de contracenar com o Renato, ficava pensando: 'será que ele vai me achar boa?'. Mas ele é demais no set, generoso. Aprendi muito, foi uma honra ter essa oportunidade", vibra, dizendo que recorreu a um recurso a mais ao compor Zoroastra. "Além do figurino colorido, inventei um sotaque para aquela trambiqueira", diverte-se.

O diretor João Daniel e Renato Aragão
Reprodução
O diretor João Daniel e Renato Aragão

O diretor João Daniel Tikhomiroff  também comenta sobre a opção de deixar celulares e computadores praticamente fora de cena. "A tecnologia estava por trás das câmeras. A ideia foi manter a essência, fazer um filme mais atemporal sob o ponto de vista visual porque mantêm o lúdico. Mesmo o ônibus que chega no circo é mais antigo. A história se passa como se fosse um conto de fadas. Tivemos esse cuidado para tudo fluir", afirma.

Leia mais: Morre apresentador e diretor de "Os Trapalhões"

O elenco, que conta com estrelas como Alinne Moraes, Letícia Colin, Marcos Frota e Emílio Dantas, deixa o diretor de "Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood" feliz. "Os melhores profissionais do cinema brasileiro estavam reunidos para dar a qualidade que o 50º filme do Renato Aragão merecia", vibra.