Vitão sobre sua vida pessoal: “gosto de causar impacto”
The Music Journal Brazil
Vitão sobre sua vida pessoal: “gosto de causar impacto”

Para Vitão, as regras ditadas pela sociedade sobre a sexualidade de cada um estão cada vez menos definidas. O cantor foi questionado pela revista Rolling Stone sobre seu estilo pessoal, que cada vez é menos ligado ao seu gênero, e ele refletiu sobre as próprias relações.

“Eu sempre gostei demais de mulher, sempre fui apaixonado demais por mulher, mas eu não sei. Tenho tido percepções diferentes sobre outras coisas, tá ligado? Me sentido atraído por outras pessoas também” , disse o cantor. “Eu sempre gostei – e gosto cada vez mais – de causar impacto e até um certo estranhamento nos lugares que eu chego. De estar vestido diferente, com uma cara diferente, com o cabelo diferente, eu gosto de gerar debate, entendeu?”.

Segundo o músico, os próprios limites que ele julga artificiais sobre a moda o têm feito pensar nas regras de afetividade: “Sexo é a arte do toque. Não é se a pessoa tem um órgão sexual ou outro. Sexo é a arte do toque. Eu até tenho estudado sexo tântrico, terapia tântrica, e tenho entendido isso, de que sexo é o sentir, é o toque. E indo por esse caminho, a gente vai chegar chegar num momento de entender que é mais do que isso. É mais do que gênero, sexualidade ou qualquer coisa do tipo” , concluiu Vitão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários