Edson Fachin, ministro do TSE, afirma que caso Lollapalooza será levado a plenário
The Music Journal Brazil
Edson Fachin, ministro do TSE, afirma que caso Lollapalooza será levado a plenário

O presidente do TSE (Tribuna Superior Eleitoral) Edson Fachin , disse ao G1 nesta segunda-feira (28) que levará “imediatamente” ao plenário da Corte a decisão que proibiu manifestações eleitorais no Lollapalooza Brasil 2022 . As cantoras Pabllo Vittar e Marina expressaram seus sentimentos à respeito de Lula e Bolsonaro no evento.

Depois do ocorrido, o ministro Raul Araújo , do TSE, decidiu proibir as manifestações individuais no último domingo (27), estipulando uma multa de R$ 50 mil em cada vez que ocorresse a desobediência da determinação. Tal situação se criou após um pedido do PL , partido do presidente Jair Bolsonaro , junto à Justiça, que incluía a observação de Pabllo Vittar estaria inserido em uma propaganda eleitoral ao mostrar ao público local, uma foto do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Contudo, o Lollapalooza Brasil recorreu da decisão. do ministro Edson Fachin .

“Assim que o relator liberar para a pauta, irei incluir imediatamente”, afirmou o ministro Edson Fachin ao G1. “A posição do tribunal será a decisão majoritária da Corte, cujo histórico é o da defesa intransigente da liberdade de expressão”.

Leia Também

Ainda de acordo com a publicação, existe a expectativa de que o TSE analise o caso nesta terça-feira (29).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários