Sting: “The Bridge”, gravado durante lockdown, é vibrante e reforça assinatura do artista
Marcelo de Assis
Sting: “The Bridge”, gravado durante lockdown, é vibrante e reforça assinatura do artista

The Bridge, o 15º álbum de estúdio de Sting mostra que o processo de composição do lendário artista britânico esteve a todo vapor em seu processo criativo durante o lockdown da atual pandemia que atravessamos.

Neste disco, lançado pela Universal Music , via A&M Records , nesta sexta-feira (19) o cantor que completou 70 anos em outubro fez tudo o que teve direito ao desbravar todos os gêneros musicais que nortearam sua brilhante carreira musical ao longo de mais de cinco décadas.

Rock, jazz, música clássica, folk – ingredientes que Sting trabalhou com muita sofisticação em uma receita que revelou excelentes canções, desenvolvidas em um time de grandes músicos a saber: Dominic Miller (guitarra), Josh Freese (bateria), Manu Katché (bateria), Martin Kierszenbaum (teclados), Fred Renaudin (sintetizador) e Brandford Marsalis – que esteve em grandes momentos da trajetória do artista, além do inicio de sua carreira solo – e os backing vocals Melissa Musique, Gene Noble, Jo Lawry e Laila Biali.

Sting: "The Bridge", gravado durante lockdown, é vibrante e reforça assinatura do artista

Foto: Universal Music | A&M Records

A travessia da “ponte” sugerida no título do álbum inicia com as vibrantes Rushing Water, If it’s Love e The Book of Numbers , até alcançar a introspectiva e romântica Loving You . O arranjo suntuoso de For Her Love é um bálsamo aos ouvidos com seu arranjo de cordas e um suave coral que fará jus à viagem proposta pelo artista.

Também há espaço para outros destaques como Captain Bateman e The Bells of St. Tomas, mas a faixa-título dará a impressão de ser um prelúdio de sua sucessora Waters of Tyne , mas é só um ponto de convergência para que o percurso seja concluído com Captain Bateman’s Basement e o epílogo bem sucedido de (Sittin’ On) The Dock of the Bay.

Leia Também

Sting prova que seu apelo artístico tem força de sobra para este novo século.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários