Nirvana sofre processo criminal por capa de “Nevermind”
The Music Journal Brazil
Nirvana sofre processo criminal por capa de “Nevermind”

Os membros sobreviventes da banda Nirvana e os representantes legais de Kurt Cobain (1967-1994) estão sendo processados pelo bebê que aparece na capa do icônico álbum Nevermind de 1991, com a alegação de que a foto constitui pornografia infantil.

Spencer Elden, agora com 30 anos , figurou na capa do álbum como um bebê de quatro meses nadando em uma piscina em direção a uma nota de 1 dólar pendurada em um anzol. Agora, ele entrou com uma ação na Corte Central do Distrito da Califórnia nesta terça-feira (24) alegando que a imagem expôs sua genitália, o que constituiria pornografia infantil.

“Os réus comercializaram intencionalmente a pornografia infantil de Spencer e alavancaram a natureza chocante de sua imagem para promover a si mesmos e suas músicas às suas custas” , diz o processo publicado pelo Variety . “Os réus usaram pornografia infantil retratando Spencer como um elemento essencial de um esquema de promoção de discos comumente utilizado na indústria da música para chamar a atenção, em que as capas dos álbuns posavam crianças de maneira sexualmente provocativa para ganhar notoriedade, impulsionar as vendas e atrair a atenção da mídia e críticas avaliações.”

Nirvana sofre processo criminal por capa de "Nevermind"

Foto: Reprodução | Geffen Records

Você viu?

Spencer Elder está buscando ser indenizado por US$ 150 mil (cerca de R$ 781 mil no câmbio atual) de cada um dos réus: Dave Grohl, Krist Novoselic, Courtney Love (viúva de Kurt Cobain e executora da propriedade do artista), Guy Oseary e Heather Parry (gerentes da propriedade de Cobain), Kirk Weddie (fotógrafo da capa), Robert Fisher (diretor de arte) e as gravadoras envolvidas no lançamento.

Chad Channing, baterista original do Nirvana, também está listado como réu, apesar de ter deixado a banda antes do lançamento de Nevermind . Ele deixou o grupo em 1990.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários