Tamanho do texto

Reportagens e relatos mostram que deixar a crise do Brasil em busca de trabalho em Portugal é uma grande ilusão.

Vista de Lisboa: colorida para quem vai a passeio
Reprodução
Vista de Lisboa: colorida para quem vai a passeio

Sim, este é e sempre será um destino para se ter em mente para suas férias. Mas, que fique claro, férias e turismo.

Reportagens estão pipocando na mídia para falar sobre os muitos brasileiros em Portugal que têm a ideia de que o país é um recanto para se trabalhar e fugir de nossa crise atual, por uma vida melhor, ledo e terrível engano.

O país está em alta, é também fato, e atraindo milhares de europeus, asiáticos, africanos... e brasileiros em busca de trabalho e cenário dos sonhos. Números apontam que já são mais de 86 mil brazucas que migraram, o que soma 20% de todos os estrangeiros por lá. Em 2017, houve o acréscimo de 5 % nesta conta.

O que acontece é óbvio: turismo nas alturas, e oportunidades de emprego no setor aumentam. Mas é só. Com muito custo, consegue-se trabalho como garçons, camareiras e freelancers em geral em hotéis, restaurantes e relacionados, mas com salários que não bancam o custo de vida (que também aumentou) nas cidades mais importantes. Advogados, administradores e profissões, por assim dizer, "mais elitizadas", não têm vez.

Mais números...

Prova disso são os (cerca de) 1.700 brasileiros que pediram ajuda através do Programa de Apoio e Reintegração, ligado à Organização Internacional para Migrações, o OIM. E representamos 86% desses pedidos de retorno, veja bem.

Uma vez de volta ao Brasil, o governo português exige três anos para que se possa visitar o país novamente.

Moral da história: apesar de tudo, não pense em abandonar o Brasil por conta dos nossos problemas achando que existe um mundo encantado e fácil, não há. E mantenha Portugal na mira de suas próximas férias, isso sempre.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.