A cantora e atriz dinamarquesa Emilia Pedersen, que mora em Nova York, nos Estados Unidos, faz parte da turma de formandos do ensino médio, que não pôde celebrar o momento de forma tradicional, por causa da pandemia do novo coronavírus. O fato, no entanto, não tirou o brilho da data. 

Emilia Pedersen
Divulgação
Emilia Pedersen


Embalada pelo evento "Dear Class of 2020", que uniu grandes celebridades em diversos vídeos e viralizou nas redes sociais, ela se sentiu "acarinhada" com as palavras de Barack e Michelle Obama. "Foi muito emocionante receber o discurso da ex-primeira dama. Eu me senti abraçada por ela e pelos outros artistas que mandaram mensagens para os alunos. Eles não se esqueceram dos graduandos", destacou a dona do hit "Turn it Up", sem esconder a alegria.

Leia também: 
Cantor Edyr Vaqueiro promove live solidária inspirada nas festas juninas
Após ficar careca, Faa Morena não descarta novo ensaio sensual
Jarlles Gois, do "De Férias com o Ex", mostra corpão em ensaio a distância

Mas, diante de um cenário de incertezas, há sempre uma oportunidade de criar algo novo e celebrar de outras maneiras especiais. "A minha foi mais intimista, acolhedora e, sobretudo, diferente", afirmou a artista, que, ao lado dos pais e do irmão mais velho, participou da cerimônia de colação de grau, de forma simbólica, em casa mesmo, já que aderiu ao "homeschooling".

Emilia Pedersen
Divulgação
Emilia Pedersen


De beca azul, Emilia tirou fotos brincando com inúmeras bexigas coloridas e jogando o chapéu ao alto. Mais do que isso: contou que um dos presentes que recebeu foi o de poder contribuir para o trabalho de costureiras do Nordeste, comprando bonequinhas confeccionadas por elas e recrutando-as para a linha de roupas que lançará em breve com o seu nome. "Eu acredito que nunca foi tão urgente e tão necessário ajudar. É uma forma de espalhar amor", concluiu a bela, que será um dos destaques da nova edição da revista "Caras", que chega às bancas nesta sexta-feira, dia 12.

    Veja Também

      Mostrar mais