Marcelo Feller revela medo de se assumir gay
Reprodução/Instagram
Marcelo Feller revela medo de se assumir gay

Ex-integrante do quadro O Grande Debate, da CNN Brasil, Marcelo Feller fez um relato emocionante no Twitter e revelou que teve muito medo de se assumir gay. "Ter medo por ser e por existir. Um medo que, em 2022, não deveria fazer sentido", publicou.

Marcelo, que foi demitido do canal de notícias após discutir com Caio Coppolla e criticar Jair Bolsonaro, contou aos seus seguidores sobre um relacionamento que teve por anos com uma amiga, a qual ele chamou de Maria para não expor a identidade da ex-namorada, e detalhou como se reconheceu e se assumiu. "E sem nos conhecermos por inteiro, sofremos tanto pelas nossas orientações. Poderíamos nos ter ajudado... Mas a culpa falou maior do que nós", revelou.

Maria, após se separar do apresentador, assumiu um relacionamento com outra mulher e segundo Feller, ela também estava com medo.

"Minha melhor amiga perdeu o ar quando lhe contei que era gay, porque ela mesma era, estava se relacionando há anos com outra grande amiga, e não teve coragem de me contar. Minha melhor amiga, naquela época, teve medo de me contar que se relacionava há anos com outra grande amiga. Esse é o tamanho do buraco e do medo", escreveu. 

"Sou de 1986, e vejo com muita, MUITA felicidade como esse assunto já é menos relevante para as gerações mais novas, que os jovens não mais sofram (ou não deveriam sofrer) por isso. Nesse mês do orgulho LGBTQIA+, jovens, tenham orgulho. Somos e existimos. E podemos ser o que quisermos", finalizou. 

*Com a colaboração de Gabriela Ramos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários