Solange Almeida quase desistiu da carreira: 'Crises de ansiedade e pânico'
Instagram
Solange Almeida quase desistiu da carreira: 'Crises de ansiedade e pânico'


Durante participação no DVD de Walkyria Santos, Sol Almeida deixou os fãs preocupados ao falar, em cima do palco, que cogitou parar de cantar e encerrar sua carreira na música, mas sem dar muito detalhe do por que. "É até uma coisa assim, difícil de falar, mas eu já tinha colocado na minha cabeça que eu não iria mais voltar a cantar e que iria encerrar minha carreira. Mas todo mundo pediu pra voltar e Walkyria fez o convite... Nem tudo que você vêem na rede social é, porque, às vezes, a gente mostra uma coisa na internet, às vezes com uma alegria que a gente não está", disse a forrozeira.


A declaração de Sol mexeu muito com os fãs dela, a ponto de, nesta sexta-feira (8), ela ter vindo a público explicar tudo. "Todo mundo sabe que cantar sempre foi a minha vida, a minha paixão, e vai continuar sendo. Mas há um tempo atrás a gente estava vivendo uma vida normal, de shows e fomos pegos de surpresa com essa pandemia, que eu olhei, sim, pelo lado bom da coisa. Fiquei mais presente em casa com a minha família e descobri um lado, até então desconhecido, e me acostumei com isso. E quando eu vi tudo melhorando, eu me questionei se estava pronta pra voltar. E fiquei ali na síndrome da casinha, porque me acostumei muito com a minha casa e com a minha família", conta ela.

Em seguida admitiu que a quarentena a fez desenvolver crises de ansiedade e de pânico. "Estou tendo acompanhamento porque eu estava tendo crises de ansiedade, estava com síndrome do pânico pra sair de casa e até pra pegar no celular era difícil. Mas graças a Deus e a minha fé, que é gigante, estou tendo o carinho dos meus amigos, o cuidado da minha família, a paciência dos fãs... E me aguardem em 2022 que a dona vem com tudo e a nossa história não terminou, está só começando", diz.

Sol Almeida ainda deixou um alerta para que as pessoas tratem doenças psicológicas com a seriedade necessária. "Quando alguém falar em crise de ansiedade, de pânico, não critique, porque só quem sabe é quem vive. É muito difícil, gente, só eu sei. Eu via o microfone e não queria pegar nele e as pessoas me cobrando quando que eu iria gravar, produzir música ou clipe. E eu não conseguia, porque estava tão fechada e reclusa no meu mundo, que eu não queria. Mas graças a Deus isso tudo passou", finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários