Lore Improta e Liz
Reprodução/Instagram
Lore Improta e Liz


Em julho do ano passado, mães que tiveram filhos na Perinatal Laranjeiras, zona sul do Rio, reclamaram do privilégio que Giovanna Ewbank teve mesmo com as regras de isolamento impostas pela pandemia do coronavírus.

Além da presença de fotógrafo na hora do parto, a atriz recebeu várias visitas na maternidade. Pois bem. Desde a última terça-feira (28), muitas mamães baianas foram as redes sociais para criticar Lorena Improta, que no domingo, dia 26 de setembro, deu à luz a pequena Liz. Elas cobram um posicionamento do tradicional Hospital Português, no bairro da Graça em Salvador, com relação principalmente as visitas proibidas para os demais pacientes.


"Engraçado isso. Quando eu tive a minha filha não pude receber visitas, mas as celebridades Lorena Improta e Léo Santana puderam. A família toda no quarto e o pai ainda ficou ao lado da mãe na hora do parte", escreveu uma internauta. "Já pode receber visitas? Já pode ter fotógrafo? Já pode a família inteira ficar no quarto da mamãe e visitar a criança? ", questionou a segunda pessoa." Direitos iguais. Sabiam que isso cabe processo? Tive a minha filha aí, sozinha com o meu marido em um parto natural de 16h e nem a minha mãe pode me visitar", reclamou uma mãe.

A coluna procurou a a assessoria do Hospital Português e não obteve resposta até o fechamento da nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários