Samantha Schmutz
Reprodução
Samantha Schmutz

Samantha Schmütz  voltou a rebater a ideia de que a morte de  Paulo Gustavo tivesse acontecido por uma 'vontade divina'. A atriz compartilhou uma crítica de  Daniela Mercury ao Governo Federal, sobre as 11 recusas à vacina contra a Covid-19 e comentou que 'tivemos várias oportunidades antes de ser vontade de Deus'.


Na publicação de Daniela Mercury compartilhada pela humorista, a cantora ressalta o quanto a irresponsabilidade do governo contribuiu para o caos que o país enfrenta hoje. 'Se o Paulo Gustavo tivesse vacinado não teria morrido. Se o governo federal não tivesse negado 11 vezes a compra das vacinas na fase inicial, o Paulo Gustavo estaria vacinado. Como é possível morrer de uma doença para a qual existe vacina? Não só o Paulo querido, mas mais de 400 mil brasileiros poderiam não ter morrido. Queremos vacina, já! A morte de Paulo é uma atrocidade. Ninguém deve morrer assim'.

Recentemente, Samantha Schmütz rebateu uma publicação de Gabriela Pugliesi, que falava sobre a morte do ator ter sido 'a vontade de Deus'. 'Não foi a vontade de Deus não. Foi falta de vacina', escreveu Samantha. Paulo Gustavo morreu aos 42 anos, vítima de complicações causadas pela Covid-19, após ficar 53 dias internado no Rio de Janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários