Gusttavo Lima em show
Marcelo de Assis
Gusttavo Lima em show

A Áudio Mix , conhecida por agenciar estrelas como Alok e Luan Santana, enfrenta problemas com a Justiça do Estado de Goiás. O produtor de eventos, Alaylsson Abdon Nobre, contratou com a Áudio Mix, em 2010, um show do cantor Gusttavo Lima , com data marcada para acontecer em 19 de setembro. Mas o evento acabou sendo cancelado unilateralmente em 24 de agosto, com a justificativa de inadimplemento do contratante.

No processo, que tramita na 12ª Vara Civil de Goiânia, o produtor menciona que, através do evento, esperava reunir cerca de 8,5 mil pessoas e, deste total, 7 mil seriam com vendas de ingressos de pista, que na época seriam vendidos por R$ 25, cada. Já o restante dos ingressos seriam vendidos como vip por R$ 60, cada. O empresário também narra que fez uma grande divulgação do show em outdoors, sites, ônibus, e até mesmo em rádios, mas o evento nunca aconteceu.

Em sua defesa, a Áudio Mix e o proprietário da marca, Marcos Araújo , ambos réus na ação, sustentaram não haver qualquer prova documental que comprovasse a tese do produtor, mas a justiça considerou como prova os depoimentos de testemunhas acostumadas a frequentar os shows organizados pelo produtor. Testemunhas essas que foram arroladas no processo e uma delas falou em juízo que o evento foi divulgado até em cidades vizinhas.

A justiça de Goiás decidiu que o inadimplemento contratual ocorreu por culpa exclusiva da empresa Áudio Mix. Conforme os autos da ação de número 0101242.37.2011.8.09.0051, a Justiça reconheceu em 3 de setembro de 2020, por unanimidade dos votos, os direitos do produtor de eventos e condenou a Áudio Mix a devolver um depósito de R$ 8 mil feito por Alaylsson. Considerando prejuízos de lucros cessantes, houve a condenação em R$ 25 mil. Há ainda outra condenação no valor de quase R$ 15 mil por danos emergentes e, a título de danos morais, o valor inicialmente estava fixado em R$ 15 mil. No entanto, Alaylsson Abdon Nobre conseguiu, através de recurso, aumentar para R$ 22 mil, adicionando ainda a multa pelo descumprimento contratual, fixado em R$ 25 mil. Houve também condenação em 10% de honorários advocatícios, majorados para 13% em sede de recurso. A Áudio Mix ainda ainda pode recorrer da decisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários