Jogo da discórdia
Globoplay/Reprodução
Jogo da discórdia

O sonho perfeito que Rafa Kaliman e Manu Gavassi viveram no no passado parece que perdeu força na edição do BBB 21. Famosos que entraram na atual versão do reality tinham a esperança de caírem nas graças do público e ser sucesso nacional, como foi o caso das influenciadoras na edição anterior. Talvez por entrarem com muito marketing na cabeça, ou talvez por apenas não conseguirem segurar os personagens que se afastam muito do que são de verdade, os famosos desta temporada sofrem muita rejeição.

Karol Conká e Projota terão que ralar muito para conseguirem voltar com suas carreiras no patamar que estavam quando entraram no programa. Ambos cantores estão com rejeição máxima do público, que não consegue separar o jogo da vida real aqui fora. Após o fim do programa os dois estão passando por uma fuga dos olhos do público para tentarem limpar suas imagens.

Fiuk, que já não era bem visto como ator ou cantor, agora, por suas atitudes, tem criado ranço geral no público. Mimado e metido a entendedor de minorias, o filho de Fábio Jr. vai ter que contar muito com a ajuda da Globo para reerguer uma carreira que já não era de sucesso.

Já Pocah e Rodolffo devem continuar conhecidos somente pelo público que já os conheciam, pois pela falta de destaque nenhum deve ter gerado interesse em novos públicos. Na verdade, Rodolffo deve ganhar vários haters por comentários machistas, homofóbicos e racistas que fez dentro do programa.

Dentre todos os 'famosos' que entraram na casa, a única que deve ter a carreira alavancada pela postura que vem tendo no jogo é a influenciadora Camilla de Lucas. Ela procura ter um bom relacionamento com todos e os que não gosta ou tem atitudes que não vão de acordo com seus pensamentos, costuma criticar tais concorrentes pela frente. Nas poucas brigas em que se meteu, a influencer estava com a razão ou ao lado de pessoas sensatas em suas falas, ao menos no momento da discussão. Vale lembrar que uma das atitudes mais legais de Camilla é podar Fiuk, que tem o hábito de falar de outras pessoas, como Juliete, pelas costas.


Parece que essa edição será mesmo um trampolim para ascensão de vários anônimos à fama, porque os famosos vão ter que ralar muito para não serem alçados ao anonimato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários